THE O.C. - NA TERRA DOS RICOS E DOS ADOLESCENTES QUE PARECEM ADULTOS

the o.c.
Uma das minhas séries preferidas da adolescência foi Gossip Girl. Adorava a Blair, perdia muitas vezes a paciência com a Serena, tinha teorias sobre quem seria a gossip girl, adorei a evolução do Chuck e tenho pena de que o Nate tenha sido muitas vezes renegado. Depois, adorei também ver Gilmore Girls, One Tree Hill, Veronica Mars. Mas havia uma falha nas minhas séries de adolescente: The O.C. A série esteve no ar entre 2003 e 2007 e durante alguns anos passou na RTP, ao sábado à tarde. Recordava-me do genérico, mas nessa altura a série passou completamente ao lado da minha vida. Queria muito ver, desde há uns anos, e finalmente posso dizer que o fiz.

The O.C. foi criada por Josh Schwartz e depois produzida por nomes que eu reconheci logo de outras séries: McG (Supernatural, Chuck) e Stephanie Savage. O Schwartz e a Savage depois acabaram por trabalhar juntos em Gossip Girl. Talvez por isso, há alguns paralelismos óbvios entre The O.C. e GG. Para começar é uma série sobre famílias ricas e há um outsider que entra na vida dessas famílias. O que acontece em The O.C. é que Sandy Cohen é advogado e num dos casos fica a conhecer Ryan Atwood. Ryan vem de uma família complicada e vê-se abandonado, em risco de ir para uma instituição juvenil. Sandy leva-o para Newport Beach e ele e a mulher, Kirsten, acabam por o adoptar. Ryan torna-se logo amigo do filho dos Cohen, Seth, que é um nerd sem amigos, e apaixona-se pela rapariga da casa ao lado, a Marissa.

A primeira temporada é razoável e a segunda também. Não gostei da terceira e adorei a quarta. A Marissa foi, para mim, uma espécie de Serena van der Woodsen. Odiei-a mais do que adorei e achei-a demasiado problemática. Também achei que o Seth na terceira temporada se passou um bocado. Para dizer a verdade, acho que todos se passaram nessa temporada. Com uma temporada daquelas não sei como ainda conseguiram a quarta. Mas nem tudo foi mau, vá! A Summer, que começa por ser uma personagem secundária, por quem o Seth tem uma paixão desde sempre, foi a personagem que mais me surpreendeu. Conseguiu evoluir muito desde o primeiro ao último episódio e eu gosto de personagens assim.

Sempre que vejo estas séries de adolescentes há uma coisa que me faz confusão: eu esqueço-me de que é suposto eles terem uns 16 ou 17 anos porque eles agem quase como adultos. Então em Gossip Girl e em The O.C. essa parte é muito notória. Não sei se é por ambas retratarem adolescentes ricos e os ricos agirem assim lá nos Estados Unidos, mas às vezes é complicado conseguirmos rever-nos nestas séries. O que não é necessariamente mau, atenção! Séries assim são excelentes distracções e podem sempre contar as vezes em que a Marissa é irritante. São muitas. Perdi a conta.

Não é uma série que veja a ter êxito na actualidade, no entanto o final deixa algumas coisas abertas que acredito que resultariam numa revival de poucos episódios, até porque a situação entre o Ryan e a Taylor ficou com algumas questões por responder e eu adoro-os demasiado para ficar na expectativa. E por aí? Viram a série?



Elenco: Peter Gallagher, Kelly Rowan, Ben McKenzie, Adam Brody, Rachel Bilson, Melinda Clarke, Mischa Barton


6 Theories So Far

  1. The O.C. foi uma das minhas séries de eleição! E, por acaso, ando cheia de vontade de a rever :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, a sério? Na altura não me despertou interesse...

      Eliminar
  2. Eu amava essa série quando passava aqui no Brasil pela rede de televisão SBT, de 2004 a 2009! Saudades!!!
    Ben McKenzie, esse ator que fez o protagonista, interpreta agora o James Gordon na série Gotham, que também amo. Ele é casado com uma brasileira, Morena Baccarin, que também trabalha nessa série e também trabalhou em The O.C., que foi onde conheceu o Ben Mckenzie.

    ~Rose Gleize. 🌸

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sabia que tinha casado com a Morena Baccarin! Gostei muito dela em How I Met Your Mother! Por acaso, a minha vontade de ver a série cresceu muito por causa da Bruna Vieira, do Depois dos Quinze! Ela fala tantas vezes de The O.C. que eu não resisti!

      Eliminar
    2. Eu nem conhecia a atriz, só vim saber que era casada com o ator Ben McKenzie quando fui ler a biografia dele, quando soube também que ela, Morena Baccarin, nasceu no Brasil e é filha de brasileiros, mas que foi embora daqui aos 4 anos de idade e hoje se considera metade brasileira, metade norte-americana. Fui ler a biografia de Ben McKenzie porque me encantei com ele em Gotham e querendo saber mais sobre a carreira de ator dele, outros trabalhos, me dei conta que ele foi o protagonista de The O.C., que aqui no Brasil, conhecemos por 'The O.C. — Um Estranho No Paraíso', que eu tinha assistido antes, muito tempo atrás, na minha infância e começo de adolescência. Nem sabia que tinha sido ele ali.
      Outros seriados que passavam em simultâneo, ou melhor, em paralelo com The O.C. numa programação aos sábados e depois aos domingos no SBT, era 'Smallville — As Aventuras Do Superboy' e 'One Tree Hill — Lances Da Vida', respectivamente com Tom Welling e Chad Michael Murray como protagonistas, que eu também amava. Tenho saudade de tudo isso!
      Já ouvi falarem sobre 'How I Met Your Mother' e estive vendo umas cenas rápidas, mas nunca parei para assistir tudo e saber mais detalhes.
      O livro 'Depois dos Quinze' ainda não li!

      Beijos!! 🌸🌸🌸

      Eliminar
    3. Que coincidências boas! Aqui em Portugal também deu "Smallville" no canal que eu referi, a RTP, mas nunca vi tudo. "One Tree Hill" vi há uns anos, mas não sei se deu em algum canal de cá.
      "How I Met Your Mother" é a minha preferida, por isso não sou imparcial, mas gosto muito!

      Eliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários que incentivem o ódio.