TENHO DE DEITAR FORA TUDO O QUE É DE PLÁSTICO?

sustentabilidade - o que fazer ao plástico
À medida que vou pesquisando e me vou informando mais sobre sustentabilidade há algo em que acabo sempre a pensar: mas as pessoas só são dicas para quem vive em cidades grandes com acesso a tudo e para quem tem muito dinheiro para substituir tudo de uma só vez? A verdade é que muitas vezes vejo dicas que são muito interessantes, mas difíceis de concretizar a curto prazo para quem não tem tanta disponibilidade financeira. Uma das dicas que li, não me lembro onde, dizia algo como, na cozinha, substituir tudo o que for de plástico. Mas eu acho que não tem de ser bem assim porque tem de haver excepções.

Acredito que tenham em casa caixinhas plásticas para guardar comida (aka tupperwares). Eu tenho várias caixinhas destas. Ora, se estão em bom estado não me parece que tenham obrigatoriamente de as deitar fora e substituir logo por caixinhas de vidro. O ideal é irem substituindo aos poucos, à medida que algumas vão ficando mais velhas, estragadas, ou até mesmo que as tampas se estraguem ou se percam.

E depois há outra coisa: não têm de deitar logo fora as caixinhas e as tampas plásticas. O objectivo é diminuir o desperdício, não é substituir para desperdiçar. Substituir tudo pode deixar-vos com um problema: o que fazer ao plástico? Até pode deixar-vos com outro problema... o do orçamento, mas nesse nem vou falar. Vou focar-me naquilo que podem fazer para reutilizar as caixinhas de plástico:

Organizar bijuteria.
Se preferirem podem até pintar as caixinhas para serem mais apelativas. Neste campo, podem também utilizar caixas de ovos, por exemplo;

Arrumar pincéis e utensílios de maquilhagem.
Se forem caixinhas mais altas do que largas, podem funcionar como copo para pincéis. Ou se forem mais largas podem usar como tabuleiro para terem vários produtos juntos.

Arrumar material de bricolage.
Se calhar nem fazem bricolage, mas o vosso pai, avô, sogro, namorado, o que for, pode ter uma zona dedicada a material do género e as caixas plásticas podem ser úteis para, por exemplo, guardar pregos, parafusos, chaves de fendas e todo um mundo de peças cujos nomes não sei. É mais fácil de encontrar e tudo.

Para quem fizer croché, rendas e coisas do género também pode ser uma forma de arrumar o material de costura.

Usar como vasos.
Um dos vasos de casa veio sem prato? Usem uma tampa. Aliás, podem mesmo usar as caixinhas também para semear ou plantar ervas aromáticas ou até mesmo cactos, suculentas e outras plantas pequenas.

Guardar itens tecnológicos.
Cartões de memórias, cabos, carregadores: para quê tê-los espalhados pela casa quando podemos tê-los todos juntinhos no mesmo sítio?


Para mais ideias sobre o que fazer com os recipientes plásticos, encontrei esta lista muito útil. Em breve vou mostrar-vos como organizei o meu quarto com várias coisas reutilizadas!



14 Theories So Far

  1. Sim acho que o principal erro de quem quer ser zero waste (aka mim) é acreditar que devemos deitar tudo o que é plástico fora e gastar um balúrdio a comprar recipientes de vidro e metal. Não devemos fazê-lo! Devemos ir utilizando o que temos com o objetivo de não comprar mais coisas de plástico. Se deitarmos tudo fora estamos a ir contra a ideia de diminuir o lixo e poupar o ambiente!!!
    Adoro este tipo de posts <3 continua
    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. ser zero waste nao quer dizer que tenhas de deitar tudo fora mas sim re-aproveitar o que tens! eu tenho tentado substituir os de plástico por vidro, mas a medida que vao ficando gastos e velhos. eu sei que um Tupperware dura imensos anos, mas enquanto estiverem bons, vou mantendo na minha rotação. reutilizar para esses propositos nao o faço porque não gosto de ver.. pode ser pratico mas para mim nao funciona...
    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente! Eu acho que pode resultar, mas, claro, depende do gosto de cada um.

      Eliminar
  3. Tudo deve ser feito com peso e medida, para evitarmos encontrar mais problemas que soluções. Cá em casa, também vamos tentando substituir certos utensílios de plástico, mas, lá está, fazê-lo a pouco e pouco. E reaproveitamos muitos deles para outras funcionalidades

    ResponderEliminar
  4. Às vezes questiono esta onda de "zero waste" que anda por aí precisamente por isso...mas por que raio é que vamos começa agora a deitar fora aquilo que está bom e que já gastou recursos ao ser produzido?! Há muita malta a fazer isso e não faz sentido nenhum.

    Jiji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi exactamente por isso que me lembrei deste post. Não percebia mesmo o motivo para haver quem promovesse deitar tudo fora e coisas do género.

      Eliminar
  5. Além de reciclar, que é muito importante, no entanto é algo que já se faz em grande escala em todo o Mundo de uma modo geral. Também é importante reutilizar. E Este R ainda é muito pouco falado, no entanto é super importante. Sempre que vejo uma campanha que incentiva as pessoas a reciclarem, vem-me sempre à cabeça: "porque é que não fazem o mesmo relativamente à reutilização?". Hoje o desperdício advém muito mais da falta de reutilização do que da falta de reciclagem!!

    Gostei muito da tua forma criativa de evidenciar a importância de reutilizar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo plenamente! Reutilizar ainda é algo que parece ser deixado de lado.

      Obrigada!

      Eliminar
  6. Para mim também não faz muito sentido pegar em tudo e deitar para o lixo, principalmente coisas que podem ser muito bem reutilizadas. Acho que estamos a combater na mesma o desperdício, porque estamos a reutilizar e isso é importante. Podemos fazer tanta coisa. Gostei das tuas dicas :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Ai, ai, ai, adorei, Sofia!! Deste-me aqui umas boas ideias! Eu sempre reutilizei tampas e caixas para as minhas coisas de pintura, mas ainda não me tinha passado pela cabeça reutilizar as caixas para as plantinhas!! Até estou entusiasmada, eheh ✨

    LYNE, IMPERIUM BLOG

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários que incentivem o ódio.