COISAS DE QUE NÃO GOSTO NO NATAL

coisas de que não gosto no natal
Há uns tempos, num brainstorming com o Diogo, lembrei-me de ir procurar publicações antigas sobre o Natal, para ver se havia algo que pudesse aproveitar. Uma dessas publicações era sobre coisas de que não gosto no Natal. Achei-a tão curta e tão diferente que quis recriá-la. Só escolhi cinco coisas, mas tenho sentimentos muito fortes em relação a cada uma delas. Vem aí um momento grinch, vem.

SOZINHO EM CASA
Eu não suporto o Sozinho em casa. Não suporto! Nenhum dos filmes! Não acho piada, não acho espectacular, nada. Primeiro, os filmes não fazem sentido para mim. Depois, não acho engraçado. Por fim, a sério que temos de levar com eles todos os anos? Daaaaaaaaaamn. Não consigo gostar. Não dá.

BACALHAU COZIDO
Gosto de peixe e às vezes até como pescada cozida, mas não sou fã de bacalhau e se for cozido não como. Parece não ter sabor, por mais tempero que leve. Se for à brás ou assado consigo comer e até gosto, mas cozido? No, no, no, no, no! Por isso, não, não como bacalhau cozido no Natal. Também não tenho por tradição comer peru ou polvo. Na verdade não tenho tradição nenhuma de comida de Natal. Por mim até comia francesinha no Natal, que era muito melhor e pelo menos é algo de que gosto.

EMBRULHOS
Ok, calma. Eu acho que há embrulhos lindos, bem fofinhos mesmo e não tenho nada contra eles. A Inês até partilhou uns bens giros no Instagram dela. Aquilo de que não gosto, na verdade, é daquela ideia de rasgar embrulhos à bruta. Desde pequena sempre quis desembrulhar prendas da forma mais cuidadosa possível para não os estragar e, assim, poder reutilizar. Odeio profundamente quando estou a tentar abrir embrulhos com cuidado e me dizem: "rasga isso". Não rasgo, não, olha que porra! Até acho que preferia que as prendas viessem em sacos, sem embrulhos, a ter de ver o desperdício de papel de embrulho. Pelo menos ninguém manda rasgar os sacos. 

FRUTA CRISTALIZADA
Até posso comer bolo-rei, que nem é mau de todo, mas fiquem lá com as frutas cristalizadas. Quem é que teve a ideia de cristalizar fruta? E quem é que achou que era algo bom para um bolo? Se souberem, por favor digam-me e já agora digam-me se essas pessoas levaram um bom estalo por essas ideias. A sério, que raio de invenção!

FALSIDADE E O SENTIMENTO DE OBRIGAÇÃO
Este é polémico. Mas tem de ser dito. Acho absurdo, ridículo e uma grande falta de sinceridade oferecer presentes porque se sentem obrigados a tal ou porque esperam receber algo em troca. Odeio que o façam e odeio-o ainda mais porque as pessoas não perdem tempo a pensar naquilo que vão oferecer, no porquê de o oferecerem. E também porque já aconteceu haver quem não dirija a palavra durante meses e depois no Natal venha oferecer uma prenda. Porquê, caraças, porquê? Porque fica bem? Porque querem receber em troca? Não. Lamento, mas não. Se não querem pensar num presente para mim então, por favor, não ofereçam. A sério. Se não oferecerem ainda me poupam um sorriso amarelo ao perceber que recebi algo que não tem a ver comigo ou que simplesmente foi um presente por obrigação. É que, desculpem lá qualquer coisinha, mas não custa assim tanto tentar perceber de que é que a outra pessoa gosta ou de que é que precisa. E se não estiverem para isso então nem venham com um presente por obrigação. Dêem-me dinheiro. Ou nada. Neste caso o nada é melhor, pessoas que só querem receber em troca.


De que coisas não gostam no Natal?


7 Theories So Far

  1. Publiquei hoje mesmo as coisas que gosto no natal e portanto achei muito engraçado ter dado com este teu post. Sobre o que não gosto partilho contigo a falsidade que muitas vezes, e infelizmente, se vê, nesta altura do ano. Ah e também... as frutas cristalizadas. Eu como bolo rei, mas tiro-as. Ficam lá apenas os buracos.

    ResponderEliminar
  2. Adoro o Sozinho em Casa e acho que o Natal já não é o mesmo sem este filme ahahah
    Não sendo o meu prato favorito (longe disso), até me sabe bem o bacalhau cozinho. A falsidade de algumas prendas/atitudes também me tira do sério, porque não há qualquer necessidade disso. Fico enjoada só de pensar em fruta cristalizada.
    Adoro desembrulhar as prendas, mas também tenho cuidado com a forma como rasgo o embrulho :p

    ResponderEliminar
  3. Também não gosto nada da fruta cristalizada no bolo rei mas gosto do bolo em sim sem a fruta.
    O bacalhau cozido também não me agrada muito mas não me preocupo com isso porque a ementa no natal cá de casa é muito variada, vai do peru recheado, ao bacalhau com natas.
    Beijinhos :)
    https://www.dailyvlife.com

    ResponderEliminar
  4. Não podia concordar mais com o último ponto da tua lista. Esse sentimento de obrigação arruina completamente aquilo que o espírito natalício deve ser e, como tal, tento excluí-lo a 100% da minha vida :)

    ResponderEliminar
  5. De todos os pontos que referiste, só não partilho o primeiro. Eu adoro ver o "Sozinho em Casa". É uma loucura, dado o número de vezes que já vi aquilo, mas não consigo parar xD. Todos os anos, é uma das minhas tradições de natal. Só gosto do 1 e do 2, os outros já são uma cópia barata e mal feita.
    De resto, concordo com tudo. Até tolero comer bacalhau cozido, mas se pudesse comer uma francesinha no natal ou uma pizza, também não hesitaria xD. Abro sempre todos os embrulhos com cuidado, apesar dos protestos do resto da família, e reutilizo para outras prendas. Também gostava de saber quem teve a brilhante ideia de cristalizar fruta. Quanto ao último ponto, descreveste a minha revolta na perfeição!
    Beijinhos

    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  6. Eu não odeio o sozinho em casa mas não entendo a cena de o ver todos os anos, ahahahah. De resto não gosto de Bolo Rei, não gosto de passas e não gosto de filhoses - por outro lado adoro rabanadas :). E também não gosto da má educação com que as pessoas ficam nesta época do ano.

    beijinhos e bom natal :)

    Vânia
    Lolly Taste

    ResponderEliminar
  7. Ao contrário de ti eu adoro o Sozinho em Casa e já não consigo não o ver todos os Natais ahah
    Cá por casa é tradição comer-se o bacalhau cozido com as couves e gosto muito, no entanto, também partilho do teu ponto sobre os embrulhos - rasgo-os sempre com cuidado - e também detesto fruta cristalizada, aliás adoro a massa do bolo e como sem a fruta.
    Com o último ponto concordo totalmente!!!

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários que incentivem o ódio.