MOVIE 36: SOMOS MAIS CORAJOSOS NA INTERNET?

Domingo à tarde. Sessão de cinema da Fox Life. Filme? All Things Valentine. História? Uma blogger/colunista de um jornal online, que sempre teve azar no dia de São Valentim, conhece um veterinário que promete fazê-la mudar de opinião. O que ele não sabe é que ela é a blogger que dá conselhos amorosos de forma anónima e que sugeriu à ex-namorada dele acabar o namoro. O que ela não sabe é que ele é o autor dos comentários maldoso às suas crónicas.

Por que raio estou a falar-vos deste filme? Não, não é por ser protagonizado pela Sarah Rafferty e pelo Sam Page. Podia ser e era mais do que legítimo, mas não é por isso. Já vos falei sobre os filmes de domingo, que normalmente não dão muito que pensar. Pensei que iria acontecer o mesmo com este, mas enganei-me. Quando o Brendan, a personagem do Sam Page, admite que é ele quem deixa comentários maus à blogger, sem saber quem ela é na realidade, há algumas coisas que saltam logo à vista: primeiro, ele gosta dela pessoalmente e na internet não; segundo, o que ele diz na internet são coisas que ele nunca teria coragem de dizer cara a cara... o que me levou a pensar no título desta publicação: será que somos mais corajosos na internet?

Eu respondo já: sim, somos. Muitas vezes somos. E muitas pessoas só o são quando têm um ecrã à frente e não estão a dar a cara para dizer o que lhes apetece. Como é que sei isto? Não é preciso pensar muito, mas eu conto-vos. Há uns anos, ainda no meu blog anterior, eu recebia comentários anónimos quase diariamente. E não eram comentários anónimos simpáticos. A questão é que a certo ponto eu descobri quem os fazia e era alguém que, pessoalmente, até era cordial (para não dizer simpátic@). Por isso fazer comentários maldosos era mais simples quando essa pessoa não tinha de dar a cara.

Isto era há uns anos. Agora, sinceramente, acho que as pessoas deixaram de se preocupar com o ser anónimo. Agora dizem o que querem, como querem, sem se preocuparem com consequências, e dão a cara. A sério. É só darem um saltinho às páginas de pessoas famosas e verem a quantidade de pessoas que comenta coisas más e dá a cara. E sabem o porquê disto? Sentem-se protegidas pelos ecrãs. Não têm de dizer as coisas na cara das pessoas. É um fenómeno interessante, porque tenho a certeza de que aquilo que dizem na internet nunca diriam fora dela.

Também há, claro, o contrário: pessoas que na internet são todas queridinhas e adoram tudo o que dizemos e fazemos e depois sabemos que no mundo offline dizem mil e uma porcarias sobre nós. Mas sobre essas falamos noutra ocasião... talvez. Até lá, digam-me: também acham que há pessoas que são mais corajosas na internet?



Esta publicação serve como #8 do Movie 36 (equivalente a Agosto).

Quem também participa no Movie 36
Lyne, Imperium

Francisca, Apenas Francisca
Sónia, By The Library
Inês, Vivus
Vanessa, Make It Flower
Cherry, Life of Cherry
Joana, Jiji
Inês, Wallflower
Abby, Simplicity


3 Theories So Far

  1. Também acho que há pessoas que são mais corajosas atrás no ecrã, como se a distância fosse uma porta aberta para dizerem tudo o que lhes vem à cabeça. As pessoas têm o direito de gostar ou não gostar, concordar ou não concordar com algo, mas isso não lhes dá o direito de faltarem ao respeito. Ainda assim, infelizmente, há quem ache que está protegido por se esconder em comentários anónimos ou partilhas virtuais. É tão triste!

    ResponderEliminar
  2. Acho que nunca vi este filme, mas se mete bloggers tenho de ver ASAP

    ResponderEliminar
  3. Não conhecia o filme.
    E claro que sim, há pessoas que atrás de um ecrã dizem tudo e mais alguma coisa, depois pessoalmente nem uma palavra.
    É normal não termos todos as mesmas opiniões e pensarmos de maneiras diferentes, mas não há necessidade de partir para o insulto. Nem temos esse direito, as pessoas esquecem-se muitas vezes disso...

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários que incentivem o ódio.