NEM SEMPRE ME APETECE LER

não apetece ler
Não faço fretes com livros (nem com filmes ou séries, na verdade). Se não estiver a gostar e perceber que terminar vai ser um martírio não tenho problemas em deixar o livro a meio... ou menos. Eu sei, eu sei: isto é uma declaração polémica. Mas eu acho que a vida é demasiado curta para livros maus... mesmo que termine alguns de vez em quando. E também acho que às vezes não estou na disposição certa para certos livros. E é sobre isso (esqueçam todas as coisas más que iam dizer sobre deixar livros a meio) que quero escrever hoje.

Até ao final de Agosto, estava a ler uma média de 7 livros por mês. Estava a sentir-me maravilhosa, espectacular, uma leitora do caraças. Mas em Setembro só li dois livros e, sinceramente, não me apeteceu ler muito mais do que isso. Estava (estou) a ler um livro de ensaios e são longos, por isso leio mais devagar do que o normal, mas também nem todos os dias me apetece ler ensaios. Decidi pegar num livro de ficção para ler ao mesmo tempo. Escolhi o Littles Fires Everywhere, da Celeste Ng. Tinha visto algumas críticas positivas e achei que era uma boa escolha, mas não tenho tido grande disposição para ele. E fui deixando passar. Entretanto, com o final do mês a chegar, peguei na trilogia Did I Mention I Love You e consegui terminar o primeiro livro, mas a ler pouco mais de dois capítulos por dia.

Acho que aquilo que acontece a muita gente é não saberem analisar o tipo de livros para os quais estão com disposição e, por isso, escolhem livros que vão de encontro à disposição em vez de escolherem livros que vão ao encontro da disposição do momento. Há alturas em que até me apetece ler biografias, outras em que não me apetece ler não ficção. And so on. Ainda assim, admito que cheguei ao final do mês triste por ter lido pouco e a sentir-me quase culpada, como se tivesse cometido alguma atrocidade contra o mundo literário.

Felizmente, não costumo estabelecer metas temporais para ler, não determino que tenho de ler X em determinado mês. Quero terminar os que tinha começado, sim, mas vou esperar que volte a vontade de os ler. Porque sim, até quem adora ler tem alturas em que perde a vontade de o fazer. O melhor conselho para esses momentos é deixarem o livro de lado, lerem outras coisas e voltarem mais tarde. Se não vos apetecer ler de todo então relaxem, façam outras coisas. Quando surgir o livro certo vai tudo voltar ao normal.


7 Theories So Far

  1. Forçar a leitura, na minha opinião, só vai despoletar a reação oposta à que pretendemos. Por isso, mais vale parar ou mudar para outro livro. Isso não quer dizer que nunca mais se volte ao que ficou em pausa, simplesmente, damos prioridade a outras obras que se adequam mais com a nossa disposição.
    Setembro também foi um mês em que li muito pouco, mas mais por cansaço do que por falta de vontade. Ainda assim, acho importante não impormos essa obrigação. É deixar fluir, até porque o momento de leitura deve ser prazeroso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente! Forçar acaba por nos tirar o prazer da leitura e, além disso, acho que acaba por influenciar o que achamos do livro.

      Eliminar
  2. No mês de Setembro também deixei um livro a meio por não estar a conseguir "entrar" na história. E até era um livro que queria ler há algum tempo. Simplesmente não foi a altura certa para o começar a ler, acho eu. Quem sabe mais tarde volto a pegar nele.

    Quanto a metas... Não gosto muito desse conceito, pois parece que me estou a obrigar a ler - o que faz com que me apeteça ainda menos fazê-lo. A única coisa do género em que estou a participar é no Reading Challenge do Goodreads. Mas também não vou morrer se não atingir o objectivo :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto do Reading Challenge, mas não vivo obcecada com o número, só gosto de o ver avançar ahahah

      Eliminar
  3. Acho que não vale a pena esforçar a leitura, porque depois vais ficar frustrada e perder o interesse em ler qualquer coisa. Eu costumo dar um tempo, até voltar a ter vontade de ler. Este ano só tive mesmo vontade no verão e agora com a faculdade já não tenho vontade nenhuma.

    ResponderEliminar
  4. Sofia, super importante ter lido este post agora. Estou a ler um livro neste momento e não estou a gostar. Não criei empatia com as personagens, não sinto a história. E ainda assim custa-me deixar o livro a meio e continuo a ler. Preciso urgente parar com isto! Tenho mais vinte mil à espera da minha atenção.

    ResponderEliminar
  5. Olha, história da minha vida!! Só li um li no verão inteiro e confesso: fiquei frustrada, chateada, a sentir-me uma bosta! Mas depois, ao fazer outras coisas, apercebi-me de que tenho uma vida inteira para ler e que cada coisa tem o seu tempo!
    Tal como dizes, relaxando é que se chega a algum lado! 😋

    LYNE, IMPERIUM

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários que incentivem o ódio.