MOVIE 36: OS FILMES DE DOMINGO À TARDE

movie 36 - filmes de domingo à tarde
Não sei se estão familiarizados com o conceito, mas eu sou viciada em filmes de domingo à tarde. O que são filmes de domingo à tarde? São aqueles filmes levezinhos, muitos deles comédias românticas, que até podem ter muitos clichés, mas que entretêm. Eu vejo muitos filmes destes. Muitos mesmo. E depois deparo-me com um problema: chego ao final do mês e percebo que não vi nenhum filme sobre o qual tenha tirado propriamente conclusões ou sobre o qual não tirei conclusões dignas de publicação. E então dou por mim no dia um de Setembro a escrever o Movie 36 de Maio (what?) com a certeza de que devo estar a fazer algo errado, embora não esteja.

Quando aceitei fazer parte do Movie 36, a primeira coisa que deixei clara foi que vejo poucos filmes. Aquilo que não disse foi que quando vejo mais filmes normalmente opto por filmes que tenham como objectivo alhear-me do mundo por um bocado, para poder não pensar. Os filmes de domingo à tarde são assim. Muitas vezes não abordam nenhuma temática especialmente dada a deixar-nos entorpecidos durante horas depois dos créditos finais. E eu gosto muito disso. O cinema, assim como a literatura, têm muito de entretenimento e não têm necessariamente de abordar temáticas fortes e complicadas para serem bons.

Portanto, no meio de tantos filmes de domingo à tarde que vi nos últimos meses, acabei por dar por mim a pensar — e muito — sobre estes filmes. Concluí que colocamos demasiada pressão em nós quando pensamos que temos de falar sobre algo (um livro, um filme, uma série, o que for) e achamos que é demasiado leve, demasiado cliché, demasiado fora de moda. Acabamos por não falar porque, embora tenhamos gostado, achamos que parece mal ir falar de algo que muitas vezes é menosprezado. Não temos de estar sempre a ver filmes com grandes temas, com mensagens muito importantes, que mudem a nossa vida. Às vezes sabe bem ver filmes leves, agradáveis, engraçados. Às vezes até abordam temas importantes, só não os tornam demasiado centrais. Por isso, em honra de todas as maravilhosas comédias românticas e afins que já vi este ano, eis os cinco melhores:

Clueless*


Juno



Morning Glory



When Harry Met Sally

Podem ler a review aqui.

Top Gun


*existe no catágolo Netflix


Quem também participa no Movie 36
Lyne, Imperium

Francisca, Apenas Francisca
Sónia, By The Library
Inês, Vivus
Vanessa, Make It Flower
Cherry, Life of Cherry
Joana, Jiji
Inês, Wallflower
Abby, Simplicity


5 Theories So Far

  1. Consciente ou inconscientemente, sinto que há uma enorme pressão para abraçarmos um lado intelectual e filosófico, como se o entretenimento, por si só, não fosse útil e agradável.
    Também vejo muitos filmes desse género e adoro! Da tua lista, salvo erro, apenas vi Juno e Morning Glory :)

    ResponderEliminar
  2. Concordo tanto contigo! Acho que existe mesmo uma pressão para só lermos "bons" livros e vermos "bons" filmes - exactamente aqueles que retratam uma temática forte e nos deixam a pensar neles durante dias. Mas os filmes, e os livros, leves também existem e recomendam-se! Todos nós precisamos, num dia ou noutro, de algo mais leve, que não nos faz pensar em absolutamente nada. São pura distracção da realidade e do mundo e, se cumprirem o seu propósito (exactamente o de distrair), para mim são bons filmes, e livros, na mesma.

    Beijinhos,
    Ensaio Sobre o Desassossego

    ResponderEliminar
  3. Que lindaaaaa! *0* Sabes, gostei mesmo das conclusões que extraíste em relação ao tipo de conteúdo que consumimos e no qual colocamos demasiada pressão. Fico mesmo feliz por saber que mesmo não vendo tantos filmes quanto séries, ainda aqui estejas a participar do projeto!

    Beijooooo!

    LYNE, IMPERIUM

    ResponderEliminar
  4. sim sim e sim! É tão isso! Por mais filmes de Domingo à tarde! Eu tenho de dar a mão à palmatória que gosto de filmes para refletir, gosto mesmo, e se combinarem com uma boa imagem e um soundtrack à altura (isto para mim é meio caminho andado para me prender no filme) estou conquistada. Mas também sou pessoa para ver o Diário de Bridget Jones umas 5 vezes por ano, ou apanhar os filmes da Fox Life que são quase sempre iguais - jovem gira conhece rapaz giraço, mil peripécias, beijo à chuva, rival de saltos altos e rica, abrem uma loja de tartes artesanais em casa da avó dele e vivem felizes para sempre - e lá fico eu toda rendida! Então e filmes de natal? É a morte da artista.

    Ps. Eu só não consideraria o Juno um filme de domingo à tarde aha :)

    Beijinhos,
    Daniela

    http://www.palavrapadrao.com/

    ResponderEliminar
  5. Concordo muito contigo e embora goste muito de ver filmes com história mais pesada ou algo que me faça refletir, não dispenso os filmes mais leves. Há momentos para tudo e esses também nos ensinam alguma coisa, fazem-nos rir e deixam-nos relaxados, isso é ótimo :)
    Destes só vi Juno :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários que incentivem o ódio.