JULHO '18 EM LIVROS

*esta publicação inclui links de afiliados*
julho em livros
Enquanto tento não entrar em pânico por hoje ser o primeiro dia de Agosto, vou tentar distrair-me com algo igualmente chocante (para mim), mas muito mais aceitável: mais um mês em livros onde só vos trago livros em formato digital. Passei metade do mês doente e, nesses dias, li muito pouco, mas depois consegui um bom ritmo de leitura. Não me sinto nem um bocadinho culpada por ler tanto em digital, mas sinto-me um bocadinho culpada por ter tantos livros físicos por ler. Este mês não planeio ler exclusivamente em formato físico, mas quero livrar-me da pilha de livros que só não está a olhar para mim escandalizada porque está dentro do armário.

Trago já para este mês dois livros físicos iniciados (um deles quase terminado) por isso esta parte tem tudo para correr bem! Em relação aos livros deste mês... li três livros em inglês e três em português do Brasil, o que é sempre uma experiência diferente. Estou a pensar fazer uma publicação sobre algumas coisas que noto nos livros brasileiros que já li e que diferem dos livros portugueses, por isso depois conto-vos em que difere essa experiência.
love & gelato - jenna welch
LOVE & GELATO, de Jenna Evans Welch

Love & Gelato conta a história da Lina. A mãe da Lina morreu e, por isso, a Lina foi dos Estados Unidos para Itália para viver com o pai, que ela nunca conheceu. Ela não quer viver em Itália por isso tem todo um plano para ficar ali apenas durante o Verão. Quando chega, percebe que o cenário é ainda pior, uma vez que Howard, o pai, é responsável por um cemitério da II Guerra Mundial e vive lá. Quando chega, a outra habitante do cemitério, Sonia, dá-lhe um diário que a mãe tinha enviado pouco tempo antes. À medida que vai lendo o diário, Lina percebe que não conhecia a mãe tão bem quanto pensava e, acima de tudo, que talvez haja mais na história do pai dela do que aquilo que ela inicialmente pensava. Ao mesmo tempo, há um rapaz (óbvio) italiano, Ren, que se torna amigo de Lina e a ajuda a juntar todas as peças deste puzzle e que lhe mostra que Itália talvez não seja um país assim tão mau para viver.

Só há um motivo para eu ter escolhido ler este livro e não foi o facto de custar 1 dólar e pouco na Kindle Store (a sério: custou $1,45. I mean...). O motivo foi... Itália. Sim, foi o motivo. Curiosamente, estou a acabar outro livro passado lá. Vejamos: como não querer ler histórias passadas nesse país que deve ser tudo de bom? Digo deve porque nunca lá fui, só sonho. (...) Okay, concentração! Dei-lhe 3,5 estrelas por um motivo: a história a certo ponto parece demasiado previsível e já estava tudo inclinado para as 3 estrelas, mas houve dois factores que me fizeram dar-lhe um bocadinho mais: Itália e as maravilhosas descrições; o pequeno plot twist que acontece. Quando percebi que esse twist ia acontecer temi que houvesse ali algo que ia correr mal, mas até gostei da resolução. 

BookDepository: Livro
sonata em punk rock - babi dewet
SONATA EM PUNK ROCK, de Babi Dewet

Tim sonha com uma carreira musical e esse sonho começa com ser aceite na Academia Margareth Vilela, um escola muito selectiva, onde os melhores músicos do Brasil estudam. Quando Tim começa o ano lá percebe que é diferente de todos na maneira de ser, de vestir e até no estilo musical. Ser a menina punk na escola de música clássica não parece ser a melhor opção e Kim, o mais popular de todos os alunos, e os amigos só a fazem sentir ainda mais como uma forasteira.

Quando, em Abril, li o Um Ano Inesquecível, disse-vos que a escrita da Babi me tinha conquistado e, por isso, queria lê-la num projecto só dela e este, o primeiro da série Cidade da Música, era o único disponível na Amazon, por isso foi por ele que optei assim que surgiu uma promoçãozinha. Fiquei um bocadinho desiludida. A Tim irritou-me muito. Primeiro, tinha demasiados preconceitos com música clássica para quem queria estudar numa escola daquelas. De certeza que um pouco de pesquisa a ia informar sobre a componente clássica daquela academia. Depois, a química com Kim é óbvia mas parece que, para ela, Kim é só o babaca giro. E tudo acaba por ir dar a esse ponto: ele é arrogante, mas lindo, uma besta, mas lindo, mal humorado, mas lindo. Revirei muito os olhos. Quero muito ler a série Sábado à Noite, mas, como não existe na Amazon e comprar na Saraiva me chateia (comprei os dois livros brasileiros aqui em baixo lá, por isso sei do que falo), vou esperar uns tempos.
13 segundos - bel rodrigues
13 SEGUNDOS, de Bel Rodrigues
Já passaram duas semanas e ainda não recuperei. QUE LIVRÃO!!! O 13 Segundos é a história da Lola. A Lola está no último ano do ensino médio (o equivalente português ao ensino secundário) e terminou um relacionamento há pouco tempo, por isso agora quer divertir-se e não entrar em dramas sobre o ex-namorado, o Leo. A Lola entretanto conhece o John, um rapaz que vai fazer intercâmbio para o Brasil, com quem ela acaba por se envolver. Há ainda o grupo de amigos da Lola, que é maravilhoso e que a incentiva a criar um canal de Youtube onde ela possa publicar os covers que faz. Parece estar tudo a correr muito bem, mas um dia um vídeo de 13 segundos muda a vida da Lola por completo.

Gostei tanto deste livro que vos falei sobre ele assim que o terminei, por isso podem ler a minha opinião aqui. Se tiverem oportunidade, recomendo-o muito. Revenge porn é um tema muito actual e toda a história transmite várias lições importantes.
heroínas - laura conrado, pam gonçalves, ray tavares
HEROÍNAS, de Laura Conrado, Pam Gonçalves e Ray Tavares
Heroínas é um livro de três contos em que cada conto é uma adaptação moderna de uma história, com o acréscimo de as protagonistas serem todas femininas. O primeiro conto, Uma por todas, todas por uma, da Laura Conrado, é uma adaptação de Os Três Mosqueteiros, com Daniela D'Artagnan como protagonista e três mosqueteiras voluntárias numa ONG de ajuda aos animais. O segundo, Formandos da Távola Redonda, da Pam Gonçalves, é inspirado numa das histórias do Rei Artur e é focado na Marina, que fica responsável pelo baile de finalistas depois de todo o dinheiro ser roubado. Por fim, Robin, a proscrita, da Ray Tavares, é baseado no Robin Hood e, aqui, Roberta é uma hacker que usa as suas habilidades um bocadinho como Robin Hood faz.

Enquanto lia este livro, dei por mim a pensar se estou a ultrapassar a idade de ler livros para jovens adultos. Passou-me, mas confesso que em algumas partes achei que o livro era demasiado juvenil e menos jovem adulto para mim. Depois, tanto os contos da Pam como o da Ray tinham algum conteúdo mais adulto por isso acabei por perder essa impressão. A leitura é tão descomplicada e as histórias desenrolam-se de forma tão natural que li o livro num dia, assim, de rajada. Há ainda que mencionar a dinâmica do livro, enquanto adaptação, porque resulta muito bem e é muito interessante. Penso que a Pam já tinha escrito nos mesmos moldes, em #OAmorNosTemposDeLikes, mas nunca tinha lido nada do género por isso foi engraçado tentar ver os pontos de contacto entre as histórias originais e as destes contos.
leah on the offbeat - becky albertalli
LEAH ON THE OFFBEAT, de Becky Albertalli
Lembram-se do Love, Simon? Pois, este livro é uma sequela, narrado pela Leah, a melhor amiga do Simon. A história passa-se alguns meses depois da história do Simon, já nos últimos meses de ensino secundário. Há, claro, participações do Simon e das personagens do Love, Simon. Ficamos a saber que a Leah é bissexual e há muito que contou à mãe, mas nunca a nenhum dos amigos, e percebemos também que a vida familiar dela é diferente da que o Simon tem, além de a Leah ter todo um mundo de complexos.

Não gostei tanto deste livro como tinha gostado do Simon. A Leah, enquanto narradora, não é tão apelativa e interessante e, embora tenha visto um bocadinho do meu mau feitio na Leah, não consegui criar muita empatia com ela. A crush que eu tinha sentido no primeiro livro, da Leah pela Abby, é tão óbvia logo no início deste livro que se torna fácil adivinhar o que se vai seguir.

BookDepository: Livro
the summer i turned pretty - jenny han
THE SUMMER I TURNED PRETTY [3 IN 1], de Jenny Han
The Summer I Turned Pretty é uma trilogia, existe em versão normal, com três livros, e existe na versão de que vos vou falar, em que os três livros estão todos num só. Já tinha lido a trilogia há uns anos e queria muito reler porque, sinceramente, já não tinha grande noção do que acontecia além do primeiro livro.

#1 - The Summer I Turned Pretty
Belly (Isabel) passa todos os Verões numa casa de praia em Cousins, com o irmão, Steven, e a mãe. Nessa casa estão sempre Susannah e os filhos, Conrad e Jeremiah. Conrad foi a primeira paixão de Belly e Jeremiah o primeiro beijo, tornando cada Verão especial. Mas este Verão tudo parece diferente e prestes a mudar.

#2 - It's Not Summer Without You
Depois de Susannah morrer, o Verão parece que não voltará a ser o mesmo, principalmente agora que Belly e Conrad se afastaram por completo. No entanto, Jeremiah telefona a Belly com um pedido de ajuda urgente, que a fará regressar a Cousins e a vai obrigar a tomar uma decisão importante. O livro é narrado pela Belly e pelo Jeremiah.

#3 - We'll Always Have Summer
Passaram dois anos desde aquele Verão e Belly está no final do primeiro ano de faculdade, a mesma onde Jeremiah estuda. A relação deles parece estar cada vez melhor, mas quando Belly descobre algo que Jeremiah escondeu, tudo muda. Este é narrado pela Belly e pelo Conrado, o que é interessante porque, nos livros anteriores, sabemos pouco sobre ele.

Este é o tipo de livro de Verão, sabem? Histórias leves, com uma dose equilibrada de amor e humor e com bons narradores. O primeiro livro é, para mim, o melhor. O último tem algumas partes que me dão vontade de dar um estalo à Belly, outras ao Jeremiah e, acima de tudo, me deixam a perguntar se está tudo maluco. A versão 3 em 1 tem um extrazinho no final, que eu adorei, pois dá-nos a oportunidade de ver as cartas que o Conrad escreveu à Belly.

Wook: em português: Livro 1 | Livro 2 [o terceiro livro ainda não existe em português]
em inglês: Livro 1 | Livro 2 | Livro 3 | 3 em 1
BookDepository: Livro 1 | Livro 2 | Livro 3 | 3 em 1 | Box Set

Uuuuuuuuufffffffffffffaaaaaaaaaaaaaaaaaa! Este foi longo! Se, depois de lerem isto tudo, ainda tiverem energia contem-me: o que leram em Julho e o que vão ler em Agosto?


5 Theories So Far

  1. Este mês não li nada, mas em Agosto quero ver se volto à rotina!

    ResponderEliminar
  2. Depois de ler a tua opinião, acrescentei "13 segundos" à minha lista. E, agora, tenho que acrescentar "Heroínas", que me deixou bastante curiosa :)
    Em julho li "Capitães da Areia", "Os Despojos do Dia", "Hotel Vendôme", "Os Direitos das Crianças - Antologia Poética" e comecei "A Causa das Coisas"

    ResponderEliminar
  3. Este mês li "Alvorada Vermelha" e gostei tanto que comecei Agosto com a sequela, "O Filho Dourado". Finalmente, estou a entrar no ritmo da leitura novamente! Obrigada pelas sugestões :)

    BLOG Há mar e Mara & Instagram

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários que incentivem o ódio.