COMO AJUDAR OS CRIADORES DE CONTEÚDOS

criadores de conteúdos
Todos adoramos ter conteúdos novos para ver várias vezes por semana. Sejam vídeos, publicações de blogs, fotografias, etc. No entanto, muitas vezes, esquecemo-nos do trabalho que leva a que seja possível vermos esse conteúdo. O conteúdo não se cria sozinho e às vezes exige muitas horas de trabalho para chegar às pessoas. Quem cria conteúdo sabe como é. Mesmo quem não ganha dinheiro com o conteúdo que cria gosta de ver o seu trabalho ser valorizado, até porque é isso que pode permitir que, mais tarde, venham a ganhar dinheiro com o conteúdo que produzem. Pensem nos vossos criadores de conteúdo preferidos. Será que estão a fazer tudo o que podem para os ajudar?

COMO AJUDAR OS CRIADORES DE CONTEÚDOS

01| Comentar
Esta é aquela ajuda básica e na qual eu sou péssima. Há uns anos, comentava muito mais os conteúdos que via. Depois deixei de ter tempo e, confesso, paciência. Agora tento, sempre que possível, comentar o que leio e vejo de forma completa e interessada. É a ajuda mais básica que podemos dar porque é só deixarmos algumas palavras. Mas, atenção, nada de comentários falsos do género: gostei muito, visita o meu blog/canal/o que for seguido de muitos links. Não façam isso! Deixem algumas palavras mais. Expliquem o que vos fez gostar daquele conteúdo, deixem dicas e sugestões! No final, sim, podem partilhar um link, para o vosso blog ou outra plataforma que queiram promover. Mas nada de ter mais espaço ocupado em links do que no comentário em si!

02 | Partilhar / Recomendar
É o meu método preferido e tenho-o usado muito. Partilho mais no Twitter, às vezes com um simples retweet, e estou a tentar partilhar mais também no Facebook do blog. Também é algo muito simples, em que só precisam de partilhar nas vossas redes sociais e dizer aos vossos seguidores e amigos: olhem lá esta cena mesmo espectacular! Infelizmente, acho que ainda há muita gente que não gosta de partilhar conteúdos da área onde também produzem conteúdos, como se ser blogger e dar destaque a outro blogger fosse diminuir o nosso trabalho ou algo do género. Gostavam de ver outro blogger partilhar o vosso conteúdo? Então pronto, sabem que também seria importante partilharem o conteúdo dos outros!

Além de partilhar nas redes sociais, mencionarem os vossos criadores de conteúdos favoritos aos vossos amigos é uma forma muito querida de os ajudarem. Os vossos amigos vão ficar interessados e vão querer verificar o trabalho e, se gostarem, são mais a querer partilhar.
criadores de conteúdo
03 | Falar
Se o criador de conteúdos fizer uma pergunta: respondam-lhe! Mesmo que não faça, se tiverem algo a dizer-lhe, digam-lho. Os grandes criadores de conteúdo podem não ver as vossas mensagens (pelo menos rapidamente), mas os mais pequenos vão ver facilmente e se gostam do conteúdo que produzem digam-lhes, agradeçam o trabalho que têm, a inspiração que vos dão, os sorrisos ou as lágrimas que vos provocam. Talvez estejam a pensar que isto não ajuda em nada... mas ajuda. Todos os criadores têm um momento em que não sabem se vale a pena continuar, se importam realmente, e mensagens sinceras, com palavras bonitas, podem ser o que ajuda nesses momentos.

04 | Inspirar
Inspirem-se nos conteúdos de que gostam para criar os vossos próprios conteúdos e, se o fizerem, partilhem o conteúdo que vos inspirou também e mostrem o resultado a quem vos inspirou. Não se esqueçam de que inspirarem-se em algo não é copiar, como é óbvio!

05 | Comprar
Se os vossos criadores de conteúdo apresentam algo que podem ver apenas se pagarem: um ebook, um livro, presets ou outros conteúdos, tentem, sempre que possível, contribuir e comprar esse conteúdo. Não só é uma forma de mostrarem o quanto apreciam o trabalhos deles, mas também é uma forma de valorizarem as horas passadas a criar esses conteúdos. Claro que nem todos criam conteúdo pago e nem sempre queremos pagar por esse conteúdo quando existe. Mas se for possível, façam-no!

Dentro do mesmo tema, mas de uma forma um bocadinho diferente: usem os links de afiliados desses criadores. Eu sei que ainda há quem tenha algumas reservas em relação a este assunto. No outro blog usei algumas vezes links de afiliados; aqui decidi começar outra vez, embora não espere fazer fortunas com isso, claro. Um link de afiliado muitas vezes equivale a uns cêntimos de uma compra e, por isso, ao contrário do que alguns pensam não é nada assim tão espectacular. É tão simples quanto comprarem algo através desse link e depois nós recebemos uns cêntimos. Sim, cêntimos. Não é como se nos estivessem a dar resmas de notas! Se o link vos levar a um produto do qual gostam e que querem comprar, não faz qualquer diferença a quem compra se o link é de afiliado ou não, por isso, se puderem usem esse link de afiliado. No meu caso, só tenho usado da Wook (e aviso sempre no início da publicação em que há links!) e se comprarem através desses links só estão a ajudar ao crescimento da minha biblioteca pessoal.


Há, claro, muitas formas de ajudarem os criadores de conteúdos. Estas são as mais simples, das quais muitas vezes nos esquecemos. Já agora, a ideia para esta publicação surgiu há uns meses (meses!) depois de ver algumas Instagram Stories do @fepacheco, em que ele falava precisamente sobre ajudar os criadores de conteúdos. O Fe costuma fazer Stories muito engraçadas e algumas até nos ensinam coisas novas. Além disso, tem um canal de Youtube, que podem ver aqui.

Agora contem-me: o que estão a fazer para ajudar os vossos criadores de conteúdos preferidos?


3 Theories So Far

  1. Excelente artigo, Sofia! Concordo com tudo. Também tento comentar, principalmente nas redes sociais, mas de vez em quando também nos blogs. Por vezes também partilho alguns conteúdos de outros criadores nas minhas redes, mas confesso que podia melhorar essa vertente. E não tenho qualquer dificuldade em comprar conteúdos pagos. Enquanto criadora (que não tem qualquer rendimento com os conteúdos que cria), confirmo que um comentário ou uma partilha fazem sempre o meu coração vibrar. Apesar de acreditar que continuaria a criar mesmo que ninguém comentasse, ver reações do outro lado sempre dá aquele boost de motivação :)

    ResponderEliminar
  2. Confesso que só comento e só agora é que comecei mais a divulgar o meu blogue nas minhas redes sociais (optei por adicionar ao meu instagram e twitter). Daqui a uns tempos (quando me conseguir habituar bem à ideia de partilhar o que faço) vou começar também a partilhar outros criadores
    Por onde anda a Sofia?-Instagram

    ResponderEliminar
  3. Sabes bem que comento sempre que possível, acho lindo deixarmos aquilo que pensamos à pessoa que se dedicou com tanto carinho e entusiasmo a determinada publicação, por isso, faço-o assim que posso.
    Além disso, once in a while, sinto necessidade de partilhar determinadas publicações, I mean, há conteúdo que é mesmo incrível, há textos que merecem e devem mesmo ser lidos pelo povo em geral e não custa nada partilhar e fazer chegar a mais pessoas. Assim como, quando alguém faz uma recomendação de um produto e um amigo me pergunta sobre ele, eu mostro-lhe os posts que li sobre isso, em todo o tipo de produto: filmes, cosmética, roupa, concertos, etc.
    É algo que parece tão mini e pode mudar tanto o impacto que os criadores de conteúdo têm em nós, até vos dá mais alento.

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários que incentivem o ódio.