MUSE FOR THE SOUL

Muse, Lisboa, 2016
Os Muse entraram na minha vida na altura do Black Holes and Revelations. Já lá vão quase dez anos desde que a "Supermassive Black Hole" era uma das músicas mais tocadas do meu mp3 (I mean, ainda é do tempo em que eu tinha um mp3!) e foi, de facto, necessário esperar este tempo todo para os poder ver ao vivo. E posso garantir-vos que a espera valeu mais do que a pena!

Faltou a "Plug in Baby", mas nada apaga os arrepios daquela gente toda a cantar a "Starlight" ou a "Time is Running Out". A experiência de ver um concerto em 360 é excelente mas o melhor é que os Muse não deram só um concerto: à música juntaram um espectáculo visual incrível, com drones a voar por cima de nós (e nenhum caiu) e tudo!

Neste momento, os Muse são, provavelmente, a maior banda a nível mundial. E o concerto de ontem foi só mais um dado adquirido para provar isso!


Podem ver um excerto da "Madness" no meu Instagram: @asofiaworld


4 Theories So Far

  1. Respostas
    1. AHAHAHAH Não pretendia causar esses sentimentos... mas compreendo porque foi brutal!!!!!

      Eliminar
  2. Adorava ter ido!!

    ResponderEliminar
  3. Que sorte! Também ando há anos para os ver!
    Beijinho*

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários que incentivem o ódio.