6 SÉRIES DE LIVROS PARA COMEÇAR/CONTINUAR

séries de livros
Aqui há uns dias estava a ver o vídeo da Pam sobre as séries de livros que ela planeia continuar a ler este ano e comecei a pensar nas séries de livros que eu quero continuar ou começar este ano. Apontei todas e lembrei-me de que seria giro partilhar aqui também. Na verdade, não acho que sejam todas para este ano, porque são muitas, mas fica a ideia. Já agora, podem dizer-me se já leram alguma ou mesmo quais as séries de livros que querem continuar ou começar em breve.


PRECISO DE PARAR DE ME SABOTAR

auto-sabotagem
Já perdi conta ao número de vezes em que me obriguei a parar e repetir vezes sem conta: precisas de parar com isto, Sofia, precisas de parar com isto. E preciso. Preciso de parar de me sabotar. Preciso mesmo. Mas não é tão fácil quanto eu gostaria. De vez em quando lá vou eu começar a pensar em coisas parvas que acabam comigo a sabotar por completo o que quero fazer.

Além de sofrer um bocadinho de síndrome do impostor, visto que nunca reconheço o valor do meu trabalho no blog ou na escrita no geral, muitas vezes sinto que o medo me prende e faz com que eu nem sempre tenha coragem para apresentar projectos e ideias novas no momento em que devia. Ou tenho medo de falhar, ou tenho medo de que não seja bom o suficiente, ou começo a pensar que não vale a pena e que vou ficar sem ideias. Um bom exemplo disso é o projecto Conta-me Histórias, que era uma ideia que existia há muito tempo, mas eu arranjava sempre desculpas para não a concretizar: não sei escrever contos, ninguém quer ler os meus contos, não é uma boa ideia, não resulta neste formato, etc., etc. Até que decidi que ia apresentá-la de qualquer forma. Começo a acreditar que mais vale tentar os formatos todos que apetece tentar. Se correr mal faz de conta que não aconteceu nada. Se correr bem ainda vamos agradecer a audácia do momento. Foi mais ou menos essa a minha filosofia para começar os vídeos no YouTube.



THE BIBLIOPHILE CLUB: ESTÚPIDA, EU?

estúpida, eu? - camila coutinho
Quando comecei a descobrir o mundo dos blogs muito do que eu seguia era brasileiro. O Garotas Estúpidas foi um dos primeiros blogs com que cruzei, longe de imaginar que a criadora, a Camila Coutinho, se ia tornar numa das maiores referências do Brasil e do mundo. No ano passado, a Camila publicou o primeiro livro e confesso que estava curiosa para o ler e ficar a conhecer melhor o percurso dela até ao momento. Já tinha o ebook há alguns meses, depois de ter aproveitado uma promoção, mas ainda não tinha criado vontade para o ler.



O CONCEITO DE LER MUITO E A MANIA DAS COMPARAÇÕES

o conceito de ler muito
No início do ano vejo sempre pessoas que dizem querer ler mais, que aderem ao desafio do Goodreads, que dizem querer ler X livros naquele ano. E também pessoas que dizem que não gostam de estabelecer quantos livros vão ler, que dizem que o desafio do Goodreads não as atrai porque não gostam de ler para conquistar metas. And so on. Também acontece, ao longo do ano, haver quem me diga que leio muito, que queriam ler tanto como eu e por aí adiante. Até percebo que digam que leio muito: li 74 livros no ano passado e 66 no ano anterior. Talvez seja muito. Mas há algo errado aqui: não deviam querer ler tanto como eu, não deviam estabelecer um número de livros que querem ler só para lerem para a meta, não deviam usar o Goodreads só para o desafio deles.

O QUE É LER MUITO?
Vou ser-vos sincera: sempre que alguém diz que lê um livro por mês eu fico realmente feliz. Acho que é muito bom e já é um hábito saudável e importante. Um livro por mês são 12 livros num ano. Já acho que é muito bom. Mas também acho muito bom ler 2 livros por mês, ou três, quatro, cinco, o que for. O conceito de ler muito ou de querer ler mais é um conceito relativo e variável. Para mim, ler mais pode ser ler 100 livros num ano, porque é mais do que costumo ler. Para ti pode ser ler 24 livros num ano porque costumas ler 12. Ler mais é só uma questão de ler mais um livro. Ler muito é que já é algo quase como a arte: cada um tem uma interpretação diferente. Para mim é um conceito que nem faz sentido debater. Eu acho que leio muito, porque leio praticamente todos os dias, porque quero sempre ler mais e mais. Não é pelo número de livros ou pelo número de páginas, mas pela vontade que tenho de ler e pela rotina de leitura que tenho.




PLAYLIST 2009: O QUE OUVIA HÁ DEZ ANOS!

Playlist 2009
Aaaaaaah, 2009. O ano em que comecei o secundário. O ano em que comecei o meu primeiro blog a sério. O ano em que fiz 15 anos. 2009 foi o ano do Humbug. E foi há dez anos. Acreditam nisto? Dez anos! Em 2009 eu adorava a Alicia Keys, era viciada na This woman, do Sean Riley & The Slowriders, e já sofria desta condição de ouvir músicas completamente diferentes umas das outras.

Em 2017 falei-vos de como foi o meu ano de 2007, com uma playlist. Em 2018 quis repetir, com outra playlist, desta vez dedicada a 2008. Estava na dúvida sobre se este ano fazia o mesmo, mas fiz uma sondagem nas Stories do Instagram (@asofiaworld) e 90% das respostas foram positivas por isso lá fui eu ao baú procurar o que ouvia há dez anos. Para completar até a fotografia que ilustra esta publicação é de um nevão que houve nesse ano.