ESTOU HÁ UMA SEMANA A CANTAR QUEEN

Review: Bohemian Rhapsody
Vi o Bohemian Rhapsody há uma semana e, com isso, apaixonei-me pelo Rami Malek, decidi que quero ver o filme outra vez e ainda não parei de ouvir e de cantar Queen. E é isto. Mas não isto.



3 ARTIGOS PARA LER NO FIM-DE-SEMANA

artigos recomendados
Confesso que já tinha saudades disto. Partilhar coisas interessantes que li ou vi é algo que gosto de fazer. Esta semana houve três artigos que receberam a minha atenção e admiração e decidi que tinha de partilhar aqui. Os temas são díspares, mas a qualidade é excelente em todos.

A questão dos transportes em Portugal é algo que me interessa muito porque, mesmo que não quisesse, é algo que me afecta. Neste artigo de opinião publicado no P3, o Ruben Martins, que foi meu colega na ESCS, fala sobre a redução do preço dos passes e como esse é um passo que devia ser dado apenas depois de muitos outros. Não podia estar mais de acordo. Há tanta coisa a precisar de ser melhorada nos transportes portugueses e essa devia ser a prioridade. Vale a pena lerem a opinião do Ruben, fundamentada com factos que certamente ajudam a compreender melhor toda a questão.

Como sabem, um dos meus objectivos do ano é reduzir o consumo de carne. Já como pouca carne vermelha, mas quero muito ir reduzindo o meu consumo no geral. Tendo em conta um relatório que a Lancet publicou em Janeiro, o DN foi falar com a bastonária da Ordem dos Nutricionistas e fez-lhe uma entrevista muito interessante. Além da entrevista, a bastonária foi desafiada a fazer um menu semanal tendo em conta as recomendações do relatório da Lancet. Foi um artigo que gostei muito de ler e que achei bastante elucidativo.

A Joana (ou Jiji, como eu vou sempre chamá-la) partilhou esta semana uma reflexão muito interessante e correcta sobre originalidade. Cada vez mais se torna difícil definir o conceito de originalidade e neste texto acho que conseguimos pensar um bocadinho mais sobre o assunto. Além disso, a Jiji incluiu ainda um vídeo que me deu muito que pensar. A Jiji tem este dom de surpreender com reflexões muito bem pensadas e importantes, sobre os mais variados temas. Não sei se a seguem, mas deviam.



O que leram de interessante esta semana? Gostam deste tipo de publicações?


CONTA-ME HISTÓRIAS: PEDRO E RODRIGO [1]

conta-me histórias 1x02
Ainda há muitos meses pela frente, mas o segundo conto do ano saiu hoje! Desta vez, optei por publicar o conto de manhã e falar sobre ele aqui à tarde e o mesmo vai acontecer em Março. Para saberem sempre no minuto em que o conto é publicado, a melhor forma de o fazerem é seguindo-me nas redes sociais (@asofiaworld no Instagram, Facebook e Twitter). É lá que partilho primeiro. Tal como aconteceu em Janeiro, a publicação que se segue contém informações sobre o conto por isso convido-vos, se ainda não o fizeram:




7 SÉRIES PARA VER NA HBO PORTUGAL

HBO Portugal - 7 séries para ver
A HBO chegou a Portugal esta semana e confesso que estou entusiasmada com este serviço de streaming. A HBO Portugal está disponível para quem tiver Vodafone TV, mas também para subscrição. O maior ponto forte em relação à Netflix talvez seja o facto de, depois do primeiro mês gratuito, custar 4,99€. O preço, ao contrário da rival, não tem variações consoante a qualidade de imagem e/ou dispositivos que podemos usar ao mesmo tempo. Quanto ao conteúdo, podem pesquisar aquilo que encontram na HBO Portugal sem criarem conta. Pelo que já procurei, há muitas coisas interessantes para ver e o conteúdo parece mais diversificado a nível de filmes, por enquanto. A promessa é de que irão chegar mais conteúdos nos próximos tempos. 

Tal como noutros serviços, a predominância está em conteúdos da HBO, mas há de outras produtoras também. Incluindo oito filmes de Harry Potter. How 'bout that? Apesar de ainda não ter feito a minha subscrição (há dois motivos, chamados Veep e Game of Thrones, de que falo ali em baixo), já andei a pesquisar o que há para ver por lá e a oferta parece muito boa por isso tenho 5 sugestões de séries que eu já vi e que estão lá, 3 séries que quero ver e ainda um extra.



ZONA DE CONFORTO E O MEDO DE NÃO SAIR DO MESMO SÍTIO

zona de conforto
No fim-de-semana, a meio de uma conversa, entrei em dois blogs que não lia há muito tempo. Fui ao arquivo procurar uma publicação mais antiga e li a mais recente. Depois fiz o mesmo com o meu blog. Talvez não saibam, mas um dos meus maiores medos, enquanto pessoa que escreve e enquanto pessoa que trabalha com criatividade, é não evoluir, não experimentar coisas diferentes e perder a criatividade que acho que tenho. Se ler as primeiras coisas que publiquei neste blog noto logo uma diferença considerável para o que publico agora. Se for mais atrás a diferença é ainda mais notória. Costumava achar que era o mais normal, que evoluíssemos sempre de forma positiva. Mas nem sempre é.

Acho que para algumas pessoas, sair da zona de conforto é evoluir, é procurar novas formas de apresentar um projecto, é perder horas a preparar uma publicação diferente, é gravar um vídeo para algo que podia ser escrito. Tenho muito medo de perder esta vontade de pensar sempre em formas diferentes de apresentar uma publicação, de querer sempre fazer algo diferente, de evoluir na escrita, de fazer com que uma pessoa possa ler uma publicação antiga e uma recente e perceba que, apesar de a minha essência estar lá, há melhorias.

Tenho medo de não sair do mesmo sítio. Claro que não vou estar sempre a fazer coisas diferentes, mas de vez em quando preciso de algo diferente, de algo que até pode ser um flop, de escrever de forma diferente, de alternar entre escrita fria e escrita quente (escrita sem sentimentos e escrita com sentimentos), de gravar um vídeo (não sei quando volto aos vídeos...), de planear séries de publicações, de escrever sobre temas diferentes, de fazer coisas diferentes. Preciso da perspectiva de evolução, preciso de aprender coisas novas, preciso de sentir que estou a fazer algo para mudar e evoluir. Tenho medo de não sair do mesmo sítio... e só posso esperar que todas estas coisas de que preciso me levem a algum lado.