FUGIRAM DE CASA DE SEUS PAIS

fugiram de casa de seus pais
Não sei se são como eu, mas eu vejo muito pouco daquilo que dá nos canais portugueses disponíveis na TDT. Há muitos poucos programas que me cativem e quando surge um de que gosto quase me ajoelho no chão e canto louvores aos santinhos da televisão. Quando o Fugiram de Casa de Seus Pais começou eu soube que tinha de ver. Afinal, não é todos os dias que podemos ver um programa com duas pessoas de quem gosto muito, o Bruno Nogueira e o Miguel Esteves Cardoso, a falar de tudo... e de nada.

A premissa do programa é mesmo essa: uma conversa sobre tudo e sobre nada, em que cada episódio tem um convidado que participa também na conversa. Os temas são os mais mundanos e improváveis que podem imaginar e é isso que torna o programa tão interessante. É algo muito ao estilo do MEC, daquilo que ele escreve nas suas crónicas, e o facto de o programa ser filmado em casa dele dá um ar muito mais natural àquelas conversas, como se estivéssemos realmente a assistir a uma conversa entre amigos e acabamos por nos rir e mandamos bitaites ao ar, mesmo estando sentados muito confortavelmente no sofá de nossa casa.

Quando eu penso que nunca mais vou ver programas em canais de sinal aberto, aparecem coisas maravilhosas como este Fugiram de Casa de Seus Pais. E acho que é ainda mais espectacular o facto de ser a RTP a ter conteúdo de tão boa qualidade. Esta temporada do programa tem 13 episódios e já foram emitidos 6 desses 13. Podem ver em directo todas as terças-feira, às 23h, na RTP. Ou então ver em demand, na RTP Play, com o pequeno inconveniente de os episódios estarem disponíveis apenas por trinta dias.


Costumam ver o programa?
Espreitem a página no site da RTP.


4 Theories So Far

  1. AMO esse programa! É tão simples e com conversas tão naturais que é isso que o torna tão irresistivelmente especial e engraçado! :D

    ResponderEliminar
  2. Gosto mt do programa e vale mesmo a pena

    ResponderEliminar
  3. Também vejo!! É um programa incrível, vale totalmente a pena (juntar o Bruno e o MEC só podia dar nisto).

    Beijinhos, Ensaio Sobre o Desassossego

    ResponderEliminar
  4. Vou já dar uma vista de olhos!!! Fizeste parecer mesmo interessante eheheh

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários de ódio puro.