PORTO: LIVRARIA LELLO

Livraria Lello, Porto
Quando disse que ia ao Porto, a Livraria Lello foi o local de que mais ouvi falar: vais adorar, Sofia! É totalmente a tua cara! É mágico! Yada, yada, yada. É quase impossível falar no Porto sem mencionar esta mítica livraria da Rua das Carmelitas. Por isso, como é óbvio, tinha expectativas muito elevadas em relação ao local.

A Livraria Lello foi inaugurada em 1906 e era um negócio de família, dos irmãos José e António Lello. Por fora, a fachada foi pintada por José Bielman, com duas figuras a representar a arte e a ciência. Por dentro, a escadaria é, sem dúvida, aquilo para onde o nosso olhar se desvia inicialmente, mas os pormenores no tecto e nos pilares e as altas prateleiras cheias de livros não ficam esquecidos.
Livraria Lello, Porto
Livraria Lello, Porto
A entrada na livraria custa 4€ por pessoa e podem comprar os vouchers online ou num edifício mesmo ao lado, como nós fizemos. O preço do bilhete pode ser, depois, dedutível numa compra na livraria. Era domingo, logo após o almoço, e a fila para comprar bilhetes não estava muito concorrida, o que, sinceramente, me deixou admirada. O local onde compramos os bilhetes é, na verdade, uma espécie de extensão da livraria, com dezenas de artigos de merchandising de várias sagas literárias, incluindo, como é óbvio, Harry Potter. Digo como é óbvio porque, como devem saber, a J.K. Rowling viveu no Porto e, por isso, há várias teorias sobre lugares que a terão inspirado enquanto escrevia a saga e um desses lugares é a Livraria Lello.
Livraria Lello, Porto
Livraria Lello, Porto
A livraria estava cheia quando entrámos e, sinceramente, acho que isso tirou um bocadinho da magia que esperava notar ali. Acreditem: a livraria é muito bonita mesmo, subir aquela escadaria e chegar ao andar de cima é quase como entrar num mundo diferente e é impossível não admirarmos cada pormenor arquitectónico do espaço. No entanto, para mim, estar lá tanta gente impediu-me de absorver tudo aquilo da forma que gostava de o ter feito. Ainda assim, se gostam de livros e de livrarias, acho que este é um lugar praticamente obrigatório numa visita à Invicta.

Vejam mais fotografias aqui.


Livraria Lello
Rua das Carmelitas, 144
2.ª a 6.ª feira: 10h - 19h30
Fim-de-semana: 10h - 19h
Custo: 4€/pessoa (dedutível numa compra por pessoa)


11 Theories So Far

  1. É maravilhosa! Absorver tudo é difícil com tanta gente, é verdade, mas com um bocadinho de paciência é possível - e é mesmo um local fascinante! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, até me sentei lá um bocado, naquelas escadas do andar de cima, ao pé das máquinas, para conseguir admirar alguns pormenores mais sossegadinha!

      Eliminar
  2. Será local obrigatório num regresso ao Porto. Não posso estar mais arrependida de não ter aguentado na fila (gigante!) quando lá passei.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós tivemos mesmo sorte em relação a filas porque estavam 2 ou 3 pessoas para comprar bilhetes e para entrar não estava ninguém! Para a próxima já sabes! :)

      Eliminar
  3. Por acaso tive a sorte de visitar a Livraria com a entrada ainda gratuita e numa altura em que se falava, mas nem tanto. Também já a visitei no auge da sua popularidade. Das duas vezes, saí da Lello sem ar por ter sido completamente abalada e envolvida pela sua beleza.
    Ainda bem que tiraste um tempinho para te sentires e absorveres um pouquinho da magia, como disseste à Carol, porque, de facto, aquilo é a tua cara e era uma pena se não trouxessem alguma magia no teu coração.

    ResponderEliminar
  4. Eu fiquei fascinada da primeira vez que lá fui, ainda antes de ir para o meu curso, no entanto, o meu foco estava virado para os livros. Se não estou em erro, fui para a Lello por duas vezes, na mesma viagem, e, como é óbvio, desgracei-me financeiramente, ahahah.
    Que fotografias lindíssimas, Sofia!!! Estás a ficar uma profissional! *0*

    Beijinho,
    novo blogue: "IMPERIUM"

    ResponderEliminar
  5. Eu já fui várias vezes ao Porto mas nunca entrei na livraria precisamente pela quantidade de pessoas que lá estava. Fui sempre em alturas péssimas - picos de turismo - e por isso agora pretendo ir numa altura mais calma para a poder visitar :)

    ResponderEliminar
  6. Adoro o Porto e tenho a sorte de visitar a cidade com uma frequência razoável para alguém que mora na margem sul... do Tejo! No entanto ainda não tive oportunidade de entrar na livraria Lello desde que se tornou (ainda mais) famosa. A minha mãe diz que já aí entrámos (quando ainda nem bilhetes se pagava) há uns anos mas a verdade é que não me lembro. Já várias vezes estivémos para entrar mas não tivemos a mesma sorte que tu... e a perspetiva de estar 3h numa fila para entrar na Lello, tendo em conta a frequência com que vamos ao Porto, não nos pareceu muito agradável, mas certamente estará para breve!

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários de ódio puro.