3 ÁLBUNS FAVORITOS DO MOMENTO

álbuns favoritos do momento
Gosto muito de escrever sobre música e, ainda assim, escrevo tão pouco sobre ela. No entanto, como não queria encher-vos de publicações com temas semelhantes, hoje decidi falar-vos um bocadinho dos álbuns que mais tenho ouvido nas últimas semanas. Confesso que, quando estou a escrever, coloco música aleatória a tocar porque, sinceramente, o mais provável (se tudo estiver a correr bem) é que não vá prestar atenção ao que estou a ouvir. Mas também gosto de ter em reprodução os álbuns que mais estou a ouvir no momento e deixar-me inspirar um bocadinho pelas histórias que contam.
Flicker - Niall Horan
Flicker, do Niall Horan
Para mim é um empate: não consigo decidir, entre o álbum do Niall e o álbum do Harry Styles, qual é o melhor dos álbuns a solo dos ex-One Direction. Acho, no entanto, que o álbum do Niall me tocou de uma forma diferente. O Flicker é o primeiro álbum dele, a solo, e acho que reflecte muito a música que o Niall gosta de fazer. Gostei do álbum à primeira e confesso que fiquei um bocadinho triste quando os bilhetes para o concerto dele esgotaram. Eu sei que ainda há muita resistência a ouvir música de membros e ex-membros de boysbands, mas, tal como o Harry, o álbum do Niall está incrivelmente bom! So worth it!

This Town, Too Much to Ask, Since We're Alone, On My Own, Mirrors, The Tide
Tell Me You Love Me - Demi Lovato
Tell Me You Love Me, da Demi Lovato
Acho que só dei a devida atenção musical à Demi quando ela lançou o Confident, em 2015, apesar de conhecer e ouvir outros temas dela. Este álbum é, para mim, o melhor que ela já fez e é tão poderoso! A voz da Demi está mais segura e nota-se que é muito melhor trabalhada, as letras são fortes e a confiança dela cresceu. O primeiro single, Sorry Not Sorry, teve muito êxito, mas há músicas muito melhores no álbum (incluindo uma versão acústica maravilhosa de Sorry Not Sorry na opção deluxe).

Tell Me You Love Me, You Don't Do It For Me Anymore, Daddy Issues, Ruin The Friendship, Lonely
Reputation - Taylor Swift
Reputation, da Taylor Swift
Isto com a Taylor Swift não há meio termo: ou gostamos da música dela ou não gostamos. Não importa a opinião que temos em relação a ela fora da música, mas, musicalmente, a Taylor é uma letrista incrível e tem uma capacidade maravilhosa de contar histórias através da música. É a forma como ela conta essas histórias que me faz gostar da música dela. O 1989 é um dos meus álbuns preferidos e, depois dos singles que foram apresentados para o Reputation, tinha expectativas muito elevadas para este álbum. Confesso que a minha primeira impressão não foi a mais favorável, principalmente nas primeiras músicas, mas acho que, quanto mais ouço, mais gosto do resultado final.

Gorgeous, Getaway Car, This Is Why We Can't Have Nice Things, Call It What You Want, New Year's Day


O que têm andado a ouvir?


5 Theories So Far

  1. Precisava destas sugestões, ando muito em modo "ramdom" pelo spotify, tenho ouvido músicas soltas deles que aparecem na rádio mas fiquei com curiosidade para ouvir os seus álbuns.

    ResponderEliminar
  2. Sigo o Niall desde a altura dos One Direction, inclusive, chorei baba e ranho quando eles se separaram, motivo número um pelo qual o albúm a solo dele me surpreendeu tanto. Esta tão bom!

    5 COVERS MARAVILHOSOS DE HAVANA PARA OUVIR JÁ
    Blog || Facebook || Instagram || Twitter
    kill them with kidness,
    Woah Arabella

    ResponderEliminar
  3. Tenho adorado o novo álbum da Taylor, que em nada desilude em relação aos anteriores mais recentes. Ela sabe, definitivamente, o que fazer e como fazer. Em relação aos ex- One Direction continuo a preferir o estilo musical do Zayn, no entanto tenho ficado muito satisfeita com o álbum do Niall :)

    ResponderEliminar
  4. Confesso que destes só ouço o da Demi pois não sou grande fã dos outros artistas!! Mas o da Demi está mesmo fantástico, adoro-o!!

    Beijinhos!!
    Black Rainbow Instagram

    ResponderEliminar
  5. Taylor e Demi estão Top :D

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários de ódio puro.