COMO É QUE JÁ PASSOU UM ANO?

um ano sem Dama
Há um ano, a meio da tarde, o telemóvel da minha mãe tocou. Ela não estava em casa e fui eu a atender. De forma inconsciente, acho que sabia perfeitamente o que me iam dizer ainda antes de atender. Há um ano, a Dama deixou-nos e tudo ficou mais vazio. Eu já tinha perdido uma cachorrinha, há dez anos, mas perder a Dama custou muito mais. Perder a Dama foi perder um terço da minha família, foi perder a minha melhor amiga. Nem toda a gente compreende o que é passar pela morte do nosso animal de estimação e, por isso, no último ano, evitei falar sobre a Dama e sobre como a minha vida ficou vazia. Deixei de dormir com a porta do quarto aberta; falei muitas vezes para o ar, como se me esquecesse de que ela não estava lá a ouvir-me; vi A Dama e o Vagabundo no Natal e chorei durante mais de metade do filme; tive pesadelos e acordei à espera de que ela estivesse lá a proteger-me. A Dama ouviu os meus segredos e as minhas cantorias, ouvia-me a ler alto o que escrevia por isso, de certa forma, foi ela a primeira a saber o que estava nos meus livros. Há um ano perdi a minha melhor amiga. Quero acreditar que ela continua a seguir todos os meus passos, porque eu continuo a sentir falta dela.


3 Theories So Far

  1. Sofia, o meu coração quebrou-se em pedacinhos enquanto lia isto, não consigo imaginar o que estás a sentir, mas envio-te um abraço bem apertadinho <3

    ResponderEliminar
  2. Que aperto no coração ao ler o teu post, eu não sei o que é perder um amigo, se acontecer algo ao meu Benny (gato) nem sei, nem quero pensar mas calculo que seja muito parecido ao que estás a sentir. Por isso, percebo a tua dor e o que a Dama significava para ti. Mando-te um beijinho e muita força!

    ResponderEliminar
  3. Ler o teu post é de partir o coração :(. Nunca tive um animal de estimação, pelo que não consigo imaginar a dor que estejas a sentir por teres perdido a tua companheira e melhor amiga. Porém, mando-te um abraço apertadinho, muitos beijinhos e muita força.
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários de ódio puro.