GIVE IT A BREAK

De vez em quando todos os blogs precisam de férias.
Terminei o projecto final da pós-graduação na madrugada de quarta-feira, enquanto esperava pelo encontro entre o Federer e o Del Potro. De outra forma, talvez adormecesse antes; assim, ocupada com o trabalho, fiquei acordada, concluí o trabalho já o Del Potro estava a dar espectáculo e o Federer a perder por um set. Passei uma parte da tarde a rever o que tinha pronto e, depois de o enviar, entrei em pausa. Há vários dias que sabia que ia precisar desta pausa. Tal como tinha dito, Setembro ia ter uma ausência mais ou menos prolongada no blog. Primeiro, excluindo os dias no Porto, tive um Verão ocupado com trabalhos e precisava mesmo de uns dias sem ter de pensar em obrigações. Depois, precisava de um detox de redes sociais e blogs. E, por fim, apetecia-me mesmo passar uns dias só a ver séries, em versão mini-lontra de sofá.

Quinta, sexta e sábado só liguei o computador para ver The Vampire Diaries. Finalmente terminei a primeira temporada e ainda comecei a segunda. Entretanto já vou a meio da terceira. Depois, revi a primeira temporada de Gossip Girl. Ainda tive tempo para ler umas cento e tal páginas de um livro e para dormir sem ter horas para acordar. Três dias sem dramas e polémicas, sem coisas que de vez em quando irritam muito, sem preocupações. E foi bom. Pensei que voltaria ao blog no domingo. Mas não. Nem na segunda, na terça ou na quarta. Quero escrever e vou fazê-lo, mas precisava de mais uns dias de pausa blogosférica.

Às vezes, tal como acontece às redes sociais, os blogs ficam um bocadinho contaminados. É a vida. Ninguém é saudável todos os dias da vida. Seja porque não nos identificamos mais com os blogs que seguimos, seja porque não nos sentimos parte de nenhum dos grupos, seja porque nos estamos a sentir na merda... às vezes a desmotivação vem e, seja interna ou externa, impede-nos de fazer o que quer que seja. Não é grave, não é dramático, não é o fim do mundo. Não significa que a paixão pelo vosso blog tenha terminado.

É bom parar. Faz-nos bem e refresca-nos as ideias. Pela primeira vez em algum muito tempo, meti férias do blog e não me senti culpada. E, como tenho muitas coisas dos últimos três meses sobre as quais escrever, venho cheia de vontade de fazer aquilo que melhor sei fazer: criar conteúdo. As férias blogosféricas fizeram bem. É por isso que vos digo: às vezes é mesmo preciso pararmos e fazermos uma pausa sem regresso obrigatório marcado. Talvez assim percebamos o que se passa e talvez o regresso se faça a todo o gás!


6 Theories So Far

  1. Não gosto de te ver desmotivada. Dona Sofia escreva qualquer coisa nem que seja "o sol brilha lá fora".
    Tens razão, por vezes afastarmo-nos deste dito mundo sabe bem e faz milagres. Parece que tudo anda à caça do mesmo, é tudo igual, é tudo tão repetitivo. Parem e reflitam. Não sejam Tonys nesta vida

    ResponderEliminar
  2. Sem dúvida!
    Em tudo na vida quando há muitas coisas a acontecerem ao mesmo tempo e perdemos um bocado o rumo o melhor é mesmo parar por uns dias, fazer o que bem nos apetecer e renovar o corpo e a alma de certa maneira para retomar-mos uma vez mais os nossos deveres e obrigações.

    Sinto que também preciso de um pouco dessa pausa! Beijinhos! Where I Belong

    ResponderEliminar
  3. Não tem de haver sentimento de culpa quando é por nós e pelo nosso bem-estar. O ano passado fiz uma pause de um ano no blogue, sem nunca esperar parar durante tanto tempo, e foi das melhores coisas que fiz. Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Ainda bem que te ausentaste, então... pudeste ver o teu blogue de outra perspectiva e criar mentalmente conteúdo com algum potencial. Deste lado, ficarei à espera do que nos trouxeres, seja o que for.
    Um beijinho carinhoso e muita inspiração para esse lado <3

    ResponderEliminar
  5. Tenho a mesma opinião que tu: uma ausência de vez em quando faz mais que bem! Mal posso esperar por ver o que esta te trouxe! :p
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  6. Fazer pausas do mundo digital é fantástico! Aprendi já muito cedo que quando a nossa cabeça pede por uma pausa da vida, não podemos contestar com cinquenta pedras na mão. O melhor é irmos e investirmos noutras coisas, porque quando regressamos, é com outro ânimo e com mais ideias!
    Estou super ansiosa para ver o que tens para nós! Já sabes que adoro mesmo MUITO consumir tudo o que produzes, embora nem sempre comente, ou leve um tempo descomunal para o fazer. Contudo, sei sempre quando estás por aqui e espero poder acompanhar-te por muitos mais anos! ♡

    Beijinhos,
    LYNE

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários de ódio puro.