VOLTAR. MESMO QUANDO FALTAM PALAVRAS

voltar.
Pensei muito no que iria escrever aqui, neste texto. Iria agradecer a bombeiros, forças de segurança, médicos, enfermeiros, veterinários e aos jornalistas que têm feito um bom trabalho (porque há os que não têm feito um bom trabalho). Talvez acrescentasse algumas palavras de força para quem ainda vive o pesadelo que parece não acabar. Mas nada disso parecia suficiente. Chorei muito nestes dias, por pessoas e sítios que não conheço. Faltavam-me palavras. Ainda faltam. Mas é tempo de engolir em seco e voltar, procurar palavras e tentar.

Agora, é tempo de ver as vossas recomendações para o Porto e organizar tudo, enquanto conto os dias para ir. É tempo de terminar trabalhos (faltam dois trabalhos e outros dois módulos) e avançar no projecto final da Pós-Graduação. É tempo de terminar este livro de Saramago (e finalmente poder dizer que li um livro dele do início ao fim!). É tempo de secar lágrimas, esperar respostas e continuar. A vida não pára, mesmo quando dava jeito uma pausa. Quais são os vossos planos para estes primeiros dias de Verão? 


1 Theory So Far

  1. Achei muito nobre aquilo que fizeste, ausentares-te do blog para respeitares os dias de luto nacional.
    Após estes dias todos, ainda é difícil processar toda a tragédia que aconteceu,e mais difícil ainda ver que o incêndio ainda não está extinto.
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar