GILMORE GIRLS: A YEAR IN THE LIFE [2016]
temos mesmo de falar sobre isto

Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]
Gilmore Girls é uma série da qual me lembro de ouvir falar desde o início, quando eu não sabia usar internet nem tinha canais por cabo. Durante anos, só ouvia falar da série. Depois (God bless the internet!) acabei por ver um ou outro episódio, principalmente porque tinha o Jared Padalecki e eu sou uma Supernatural fan assumida. Nunca, no entanto, prestei muita atenção. Foi então que decidi ver a série todinha. Maratonas de séries é algo que me assiste mais do que podem imaginar. E Gilmore Girls conquistou-me. Não sei se por a Lorelai ser excelente, se pelo facto de a relação da Rory e da Lorelai me fazer lembrar um bocadinho eu e a mami, se pelas referências de pop culture que são uma constante (e eu adoro, quer em livros quer em filmes e séries!).

Quando soube que ia haver quatro episódios especiais de uma hora e meia para a Netflix fiquei mais do que entusiasmada! Finalmente! Os episódios saíram ontem e, claro, o meu dia foi totalmente passado em Stars Hollow. Cada um dos episódios diz respeito a uma estação do ano e acontecem tantas coisas... só mesmo em Stars Hollow! Como não podia deixar de ser, fiquei com muitas perguntas e muito por dizer. Dei-vos uma primeira reacção mas aquilo não é nada comparado com tudo o que tenho a dizer! Preciso de uma revival da revival! Preciso! No entanto, antes de vos dar dezenas de spoilers, deixem-me dizer-vos que adorei esta revival, excepto o final. Não por o final ser mau mas porque nos deixa a querer mais e levanta muitas questões!

Gostei da forma como a personagem da Rory evoluiu. Na primeira temporada lembro-me de achar que ela era um bocadinho insossa, que lhe faltava qualquer coisa, que era tudo demasiado perfeito com ela. Depois, a personagem foi evoluindo ao longo das temporadas e nestes episódios acho que a Rory é finalmente a personagem que sempre quis que ela fosse. Também gostei do facto de termos sempre as três Gilmore Girls como assunto central. Vemos a Emily a lidar com a morte do Richard, temos a Lorelai numa espécie de crise de meia idade e a Rory nos 30 e completamente perdida. Não vos posso contar muito mais porque vou falar de cada um dos episódios ali em baixo. Escusado será dizer que o texto que se segue contém spoilers! Spoiler alert!!! A partir daqui, seguem por vossa conta. Let the spoiler game begin!

WINTER
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]
Este primeiro episódio começa quatro meses após a morte de Richard, com o regresso de Rory a Stars Hollow. Ao que parece, a Rory tem estado muito ocupada porque faltou ao Dia de Ação de Graças e ao Natal e só volta por um dia! Stars Hollow está cheia de neve e linda como sempre, com as novidades habituais: puseram parquímetros mas ninguém os pagava então tiraram-nos novamente! Para mim, Stars Hollow é aquele terrinha linda e mítica que parece parada no tempo e isso é incrível! Como é óbvio o Kirk tem um novo negócio: Ööö-ber. E o rapaz tem razão na escolha! Ööö-ber é muito mais cool do que Uber! You rock, Kirk! Vê-lo com um novo negócio é mesmo espectacular porque sempre adorei a personagem. Ainda assim, no final, acho que ele encontrou a vocação dele! E, bem, o rapaz tem uma porquinha de estimação, a Petal! Só mesmo o Kirk, am I right? 
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

Mas aquilo que me fez sentir realmente que estava a ver mesmo Gilmore Girls foi quando a Lorelai disse I smell snow e começou realmente a nevar. Não falha uma! E é incrível! Depois veio o momento em que me apercebi de que a Lorelai ainda tem o Paul Anka! O cão da Lorelai já tem mais de dez anos e foi mesmo fofo (e emocionante, para mim) vê-lo por lá!
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

E mal estamos de volta a casa de Lorelai ficamos a saber que ela e o Luke vivem juntos e aparece... o Paul. Quem é o Paul? Embora ela se esqueça constantemente (e toda a gente à sua volta se esqueça também), o Paul é o namorado da Rory desde há dois anos. A parte engraçada é que a Rory se esquece dele constantemente... tanto que se esquece sequer de terminar o namoro com ele! Confesso que me ri um bocadinho. Foi interessante vê-la com um novo namorado mas claro que percebemos logo que não há forma de ela ir terminar com ele, por isso cai por terra a hipótese de ela estar feliz numa nova relação.

Outros pormenores interessantes deste episódio: o Luke's tem wi-fi!!!! Mas... claro que o Luke não dá a password correcta aos clientes! Só mais para o final dos episódios é que o Taylor diz a toda a gente que ele lhes está a dar uma passoword errada. Tanto que no último episódio, o Jess resolve o problema e os clientes se perguntam quando é que abrem lá um Starbucks... well, don't we all wish we have a Starbucks? Mas há mais... muito mais! A Lorelai ainda tem o mesmo carro! Sim, aquele jipe que estava sempre a avariar ainda existe! E guess what? Está avariado outra vez! Acho que o carro só avaria para dar trabalho à Gypsy!
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]
Também há novidades na Dragonfly Inn! O Michel casou! Sim, o Michel casou! E o marido, Frederik, que nunca vemos, quer ter filhos e o Michel está a desesperar! Depois, claro, ele e a Lorelai continuam a ter discussões... porque há coisas que nunca mudam! O Michel acha que devem expandir a pousada, a Lorelai acha que não... e mais para o final ficamos a saber que... No entanto, damos logo falta da Sookie! É verdade! Não há Sookie! Ao que parece, a Sookie agora vive da natureza e há vários meses que não trabalha como chef na Dragonfly Inn. Isto leva a que a Lorelai tenha de contratar e despedir cozinheiros quase todos os dias, porque não gosta de nenhum como gosta da Sookie.

Algo que também mudou foi... a Emily tem uma empregada há vários meses... Woooow! A Berta, que é interpretada pela mesma atriz que interpreta a Gypsy, está há algum tempo lá em casa e veio para ficar... tanto que leva a família toda lá para casa, mas parece que finalmente a Emily arranjou uma empregada de que gosta realmente. É também aqui que nos apercebemos da fotografia enorme de Richard, que ocupa uma parede inteira. Depois de vermos que a Emily está chateada com a Lorelai, o episódio recua quatro meses até ao funeral de Richard. É de partir o coração! Realmente triste! E também descobrimos que a Emily está chateada porque a Lorelai fez asneira e partilhou histórias horríveis sobre o pai, visto que não sabia o que partilhar.

Também ficamos a saber que a Paris é agora dona de uma clínica de fertilidade: a Dinasty Makers! E como é que ficamos a saber? A Lorelai e o Luke vão lá visitá-la porque ponderam ter um bebé através de uma barriga de aluguer... o que não corre muito bem porque o Luke não percebe como é que funciona e acha que tem de ir para a cama com aquelas mulheres. O que também é engraçado (e o que eu me ri!) é quando mencionam o Neil Patrick Harris! Ri-me tanto, mas tanto! E a Paris ainda faz uma pequena referência a Narcos: I'm the Pablo Escobar of the fertility world.
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]
No entanto, para mim, #TeamLogan assumida, o ponto alto de todo o episódio é quando a Rory está a falar com alguém (que não sabemos quem) e de repente aparece o Logan!!!!! Aaaaaaaaahhhhhh! A minha alma de #TeamLogan rejubilou!! Pois é, a Rory e o Logan, ambos em relações, têm um caso... woooow. E o Logan continua a chamar a Rory de Ace!! E é daí que vem a frase de que mais gostei em todos os episódios, porque é muito a minha vida:

What happens in Vegas stays in Vegas and when we leave Vegas 
we forget about Vegas until we’re back in Vegas
and then it’s just us in Vegas until we’re not.

Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]
Outros pormenores interessantes do episódio: os Hep Alien continuam a ensaiar em casa da Lane e do Zack e os membros continuam iguais!!!! Claro que aquela casa está uma confusão, mas os filhos da Lane (o Steve e o Kwan) estão enorme! Time did fly!
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

SPRING
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

Algo muito importante acontece neste episódio... FINALMENTE vemos o mr. Kim!!!! Ele está lá, ele existe! woooohooooo! Fiquei quase tão feliz por constatar a existência real do mr. Kim como por voltar a ver o Logan!

Neste episódio, a Paris e a Rory regressam a Chilton e cada uma delas vai falar com uma turma sobre a experiência de vida que têm tido desde que deixaram aquela escola. Lembram-se dos uniformes? Estão de volta! Também há o reencontro da Paris com a Francie e, ao longe, vemos o Tristan (que não foi interpretado pelo Chad Michael Murray, oooh). Mas há mais, claro: a Paris tem um esgotamento da casa-de-banho e dá-nos muitos déjà vu feelings mas também tem a sua piada! E, claro, mais um bocadinho da vida da Rory que podia ser da minha vida: o director de Chilton a perguntar-lhe se já pensou em tirar mestrado. Aaaaaaaah, my life in a tv series! Claro que no caso dela é porque lhe querem oferecer um cargo como professora...

Também descobrimos que a Paris e o Doyle casaram, tiveram dois filhos e vivem numa casa com cinco andares e nenhum elevador. Além disso, vão divorciar-se e a casa parece ser um problema enorme visto que ninguém quer passar do rés-do-chão!
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

Algo que também mexeu comigo neste episódio foi quando a Rory ficou sem o projecto que estava a desenvolver, o de escrever um livro, e se vê obrigada a encontrar outra coisa. Um dos projectos que decide tentar é para a GQ e inclui ela escrever sobre filas. Então, ela e a Lorelai vão até Nova Iorque. Ver a Rory em modo jornalista é incrível! No entanto, fez-me sentir muito pouco jornalista. Foi um momento um bocadinho I'm not a journalist, I'll never be a journalist para mim.
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

Mas, depois de dormir com um Wookie (pronto, um rapaz vestido de wookie), a Rory percebe que está mais perdida do que nunca: I don't have a plan, a list, a clue! Porque não há nada para ela fazer. Então, por fim, ela aceita ir a uma entrevista num site... só que a entrevista corre um bocadinho mal. Lições a tirar daqui: preparem-se para tudo nas entrevistas! Tudo!!! Pitches e tudo!!!! O episódio acaba com a Rory a voltar para casa depois de ficar sem emprego... my life all over again! Sinceramente, adorei o facto de a vida da Rory estar um bocadinho de pernas para o ar, sem grandes perspectivas. Sempre lhe correu tudo tão bem, era tudo sempre tão perfeito... estava na altura de ela ter um bocadinho menos de chão nos pés!

SUMMER
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

Agora que teve de se mudar para casa da mãe, toda a gente a diz welcome back à Rory e ela a insistir que não está de volta. Mais uma vez: muitos feelings, muito a minha vida! Juro que me revi em muitas mais situações nesta revival do que aquelas que estava à espera!

Mais uma vez temos o Logan. Enervei-me um bocadinho porque parece que aqueles dois não conseguem resolver as coisas de uma vez e ficar juntos! Jesus! E então é neste episódio que eles terminam tudo... fiquei realmente triste. Não podias deixar a Odette de uma vez por todas, Logan? Raios!
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

Mas passando a coisas mais animadas: vai haver um Stars Hollow: the musical! Como é mais do que óbvio, isto tem a sua piada. No entanto, acho que passaram muito tempo nas cenas do musical e na discussão do mesmo. No entanto, o musical acaba por ter um papel importante quando uma das músicas do musical atinge a Lorelai de tal forma que ela percebe que a vida dela está uma confusão completa e então ela decide ir fazer um trilho pela natureza. Sim, a Lorelai a fazer caminhadas... já devem prever o que virá no episódio seguinte, não?
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

As novidades de Stars Hollow não se ficam pelo musical! Agora, há um Secret Bar! Algo muito Stars Hollow, não é? O Taylor não sabe da sua existência, como é óbvio! E o Zack e a Lane são os músicos de serviço!

As melhores cenas deste episódio são protagonizadas pela Rory e pela Lorelai. Primeiro, quando estão nas espreguiçadeiras da piscina de Stars Hollow e arranjaram dois empregados! Depois quando a Rory se torna editora-chefe do Stars Hollow Gazette e elas é que vão distribuir os jornais... mas estão sempre a confundir o lado este com o oeste!
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

O que também acontece de muito interessante neste episódio é... o regresso do Jess!!!! Ele está de volta a Stars Hollow e faz uma visita à Rory, que tem um ligeiro breakdown quando conversa com ele. Mais uma vez, life got so real!
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

Maaaaas é dessa conversa que vem a ideia genial do Jess, ao dizer à Rory que ela devia escrever um livro sobre ela e a Lor... Incrível! Sempre foi inteligente! Se eu não gostasse tanto do Logan, ia ser #TeamJess de certeza!
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

FALL
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

A Lorelai foi mesmo fazer o trilho mas não está nada fácil! Primeiro porque é realmente difícil colocar tudo na mochila para a caminhada... quem nunca teve de fazer Tetris para meter tudo numa mala, não é? Enquanto isso acontece, o Luke está a dar em doido e o Jess, que o vai visitar, obriga-o a falar daquilo que se passa. Sim, o Jess finalmente sabe entender-se muito bem com o Luke! E até lhe faz o favor de desligar o router da internet! Nice work, Jess!
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

Sabem quem é que aparece também? A Life and Death Brigade! They're there, they're alive!!!! Claro que, mais uma vez, o meu lado de #TeamLogan rejubilou! Adoro ver a Rory com o Logan, querem o quê? Fiquei a desejar um Logan na minha vida, para me oferecer uma casa para eu escrever... okay, um Logan para tudo na vida! Depois de uma noite de festa, de manhã a Rory despede-se do Colin, do Finn e do Robert e as coisas ficam realmente emocionantes! Aquilo sim é uma amizade espectacular! Mas as lágrimas vieram depois, quando ela e o Logan se despedem. Por que é que vocês não sabem resolver-se, pá??? Daaaaamn!
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

Depois de estar tudo terminado com o Logan, a Rory cruza-se com Dean no Doose's Market. O Dean é casado, tem três filhos e o quarto vem a caminho! Acho que foi o final perfeito para ele, mas confesso que ao vê-lo só pensei o que raio faz o Sam Winchester aqui?
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

Este episódio foi excelente para chorar porque... depois de desistir por completo da caminhada, a Lorelai liga à Emily para lhe contar a história preferida com o Richard. Chorei, como é óbvio! Demasiada emoção. Depois, somos levados até casa da Lorelai, onde o Luke está a cozinhar para o Paul Anka. Mais uma vez, continuei a chorar de saudades da Dama. Como se não bastasse, a Lorelai aparece, o Luke pede-lhe para ela não o deixar, diz-lhe que aquilo é tudo aquilo de que ele precisa e ela diz-lhe que quer casar. Siga mais lágrimas! A propósito, a decoração foi toda feita pelo Kirk e está incrível!
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

Para o final estão reservadas as grandes aparições: temos o Christopher, que continua giiiiiirooooooo!
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

E o regresso da Sookie, que faz uma cena tão pequena mas é espectacular! E tantos bolos de casamento!!!
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

Também no final, percebemos que os sentimentos do Jess pela Rory não estão bem esclarecidos... Then again, se eu não gostasse tanto do Logan, eu seria #TeamJess. Ele e a Rory é tão...
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

O episódio acaba com a Lorelai e a Rory a conversarem, na manhã seguinte ao primeiro casamento da Lorelai e do Luke (porque apesar da cerimónia que fizeram, eles iam fazer outra para os convidados todos). E é aí que rebenta a bomba das tão aclamadas quatro últimas palavras:
Review: Gilmore Girls: A Year in The Life [2016]

E acaba. Passam os créditos e é isto...

Como é acaba assim?????? Como????? Tantas perguntas!!!! Fica implícito que o bebé é do Logan mas... e mais???? A Rory vai contar-lhe? Ele vai deixar a Odette? O que acontece???? Não nos podem deixar assim!

Depois, claro, gostava de ter visto a festa de casamento da Lorelai e do Luke, para saber se tinha havido flash mobs, como era suposto. E outra perguntinha: a Paris sempre se divorciou e se viu livre daquela casa?

Fiquei a precisar de mais episódios! Sei que este final é uma espécie de ciclo da vida mas... fogo, não podem deixar uma pessoa assim! Não podem!


1 Theory So Far

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários de ódio puro.