CURRÍCULOS E POKÉMONS

Pikachu, I choose you!
Sair de Lisboa por uns dias e vir até casa parecia uma boa ideia. Sozinha em casa, em Lisboa, eu estava quase a dar em doida, a limpar arcas congeladoras, a arrumar e re-arrumar o quarto, a limpar as divisões da casa muiiiiito antes do dia em que me competia fazê-lo e a levantar questões sobre este mundo e o outro — incluindo sobre coisas interessantes e engraçadas como quando será que vou conseguir terminar outro livro? e, melhor ainda, quantas vezes é que um tenista muito amador levará com a bola na cabeça quando a manda ao ar para fazer o serviço?. Sair com amigos seria a primeira opção se: a) não estivessem de férias noutro sítio; b) não estivessem a trabalhar; c) eu tivesse dinheiro; d) me apetecesse sair com amigos que estavam livres. Então, eis que fiz a mala e até vim antes do suposto para cá. Bad move, Sofs, bad move.

É muito bonito acabar o curso e ser licenciada e isso tudo. É uma bela merda chegar aqui e toda a gente fazer perguntas como como é que vai o curso? ou então e os exames? e tu responderes que já acabaste o curso e já não tens exames. Porque, a seguir a isso, vem a pergunta que dava contigo em doida em Lisboa: então e agora não arranjas trabalho? Sim, amigos, eu arranjo trabalho... só que arranjar trabalho não acontece de uma hora para a outra... pelo menos não na minha vida, em que eu não sou aquela pessoa que pode recusar trabalhos porque sim, ou que não tem de se preocupar com contas porque alguém lhas paga, ou que tem contactos em tudo o que é sítio, ou que consegue logo trabalho porque tem mesmo sorte.

E uma pessoa começar a stressar. E a stressar. E a stressar. E sente-se inútil quando lhe dizem nem que vás fazer umas horinhas para sítio X ou Y ou Z, porque não-sei-quem aos 16 anos já fazia isso. E stressas. E voltas a stressar. E queres falar com alguém mas esse é um dos amigos que está de férias noutro sítio ou está a trabalhar ou sabe-se lá o que está a fazer. E continuas a sentir-te inútil. E instalas o Pokémon Go e vais à caça de pokémons porque até com os pokémons mais assustadores parece ser mais fácil lidar. E continuas a procurar emprego até altas horas da noite. E envias currículos. E continuas sem ser chamada para a porra de uma entrevista que seja. E quase duvidas do curso que escolheste. E então vens escrever um texto sobre isso, metade na primeira e outra metade na segunda pessoa, porque sim, porque podes, porque isto é a única coisa que ainda podes controlar na vida. Estar desempregada é chato. Começo a compreender as pessoas que dão em doidas quando ficam desempregadas muito tempo.


3 Theories So Far

  1. Sofia, acabaste o curso há muuuuito pouco tempo, como é óbvio haverá sempre alguém pronto a opinar sobre a tua vida. Se for sobre a tua "falta de trabalho" ainda mais. Parece que há um atractivo no assunto, que faz com que toda a gente tenha que dar a sua opinião. Opinião que não vale de nada... Todos sabemos no país em que vivemos, que para encontrar trabalho é uma verdadeira odisseia, demora tempo, há muita procura e pouca oferta. A culpa não é tua, não é do teu curso, é da economia e essas coisas todas. É horrível estares constantemente a ouvir tretas de toda a gente, é horrível não ter nada para fazer (eu sei isso muito bem, infelizmente), mas o melhor que tens a fazer, e por mais difícil que seja, é ignorares. Pura e simplesmente borrifares-te para o que as pessoas dizem ou pensam. E arranjares um passatempo, algo diferente que te ocupe a cabeça.
    Força nisso *-*

    ResponderEliminar
  2. Calma, mulher, ainda agora saíste da faculdade! Percebo-te bem, estive 4 meses em casa e ia dando em doida, por isso imagino quem está ainda mais tempo. Mas não stresses, vai aparecer alguma coisa. E quando alguém te perguntar, diz: estou à procura, arranjas qualquer coisa? Se não, até logo! As pessoas adoram ser mesquinhas e acusadoras. E sabes que mais? Aproveita bem este Verão, porque possivelmente serão as tuas últimas "férias grandes"! *adulting is so bad :p*

    Jiji

    ResponderEliminar
  3. Concordo com os comentários anteriores, tem calma, ainda há pouco tempo terminaste o curso. Arranjar emprego demora, sobretudo com a situação em que o nosso país está atualmente. Mas isso não quer dizer que não arranjes, não desistas, continua a mandar currículos e a ir para todas as entrevistas a que possas ir.
    Eu, no teu lugar ( não querendo, obiviamente, me meter na tua vida) aproveitaria o Verão, porque provavelmente nunca mais terás umas férias tão grandes como estas, a partir de agora serão sempre umas míseras 2 semanas por ano. Aproveita descansar muito, porque também deves estar muito cansada de ter estudado tanto na faculdade.
    Boa sorte, vais ver que vais conseguir :).
    PS: Instalei hoje o Pokémon Go e estou viciada! Agora só se vai ver gente nas ruas a olhar para o telemóvel à procura de pokémons xD.
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar