ANA MOURA: MOURA

Álbum Review: Moura, de Ana Moura
Se o fado se canta e chora, também se pode dançar.
Perdoem-me a ousadia mas, para mim, a Ana Moura foi das melhores coisas que aconteceu ao Fado e à música portuguesa nos últimos anos. Dona de uma voz incrível, o seu mais recente trabalho, Moura, saiu no final de 2015 e é, mais uma vez, uma prova de que a música portuguesa está bem e se recomenda.

Moura não é o primeiro trabalho que ouço da Ana Moura mas é o primeiro trabalho que ouço com atenção e, por isso mesmo, acabei a ouvir o resto da discografia da Ana com outro ouvido, por assim dizer. Além do tema "Dia de Folga", que passa bastante nas rádios, para mim há três outros temas que se destacam neste disco: "Faço Dançado", "Agora é que é" e "Tens os Olhos de Deus". As letras são lindas, as melodias maravilhosas e a vontade de passar horas a ouvir a Ana Moura é enorme. Todo o álbum é, aliás, assim: letras bonitas, música maravilhosa — sejam temas calmos, sejam temas mais ritmados — e a Ana com o vozeirão a que já nos habituou.


A Ana Moura vai estar ao vivo:

Pavilhão Multiusos, Guimarães | 12 de Março
Arena d'Évora | 1 de Abril
Teatro das Figuras, Faro | 2, 3 e 4 de Abril 
MEO Arena, Lisboa | 9 de Abril
Coliseu do Porto | 15 e 16 de Abril


Se me quiserem levar ao de Lisboa eu não me importo nada e agradeço!


2 Theories So Far

  1. Gosto de ouvir Ana mas ainda não fui ouvir este album. Só conheço a Dia de Folga, deixaste-me com vontade de ir descobrir o resto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimenta ouvir e depois conta-me :)

      Eliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários de ódio puro.