OS PONTINHOS LIGARAM-SE TODOS

Os primórdios da minha relação com o curso de Jornalismo.
Terminei na quinta-feira o meu último trabalho do penúltimo semestre da licenciatura. Depois de ter partilhado convosco os meus devaneios sobre o fim do curso, lembrei-me de que este blog nasceu depois do segundo ano de curso e, por isso, vocês nada sabem sobre a forma como cheguei a este curso. Como sei que alguns dos meus seguidores ainda andam meios perdidos no ensino secundário, achei interessante falar-vos disto. Eu já tinha falado sobre o curso no blog Lucky 13 (aqui), mas, meio ano volvido, acho que há tanto que ficou por dizer que só assim faz sentido.

O Jornalismo veio ter comigo no ensino básico. As professores de Português diziam-me que eu escrevia bem e que iria dar uma excelente jornalista. Na verdade eu não fazia ideia de se um jornalista precisava de saber escrever bem ou não mas a verdade é que no início de cada ano, na altura das apresentações, era jornalista a profissão que eu dizia querer seguir. Antes disso quis ser actriz (via demasiado os Morangos com Açúcar, é o que é), professora de Inglês ou veterinária. Uma vez, por gozo, meti numa folha que queria ser cantora e levaram-me a sério... porque não me pediram para cantar, claro. Mas, na verdade, foi sempre Jornalismo. 

No 9.º ano quis seguir a via do Ensino Profissional, na área da Comunicação, mas houve uma professora que disse à minha mãe que era má ideia, que eu me ia perder, que era um desperdício... enfim, uma data de preconceitos parvos. Não fui para o Profissional, mas recusei-me a seguir a área que toda a gente considerava excelente, que diziam que tinha mais saídas. Fui para Ciências Socioeconómicas. Tinha dúvidas e medos em relação ao Jornalismo e queria um backup. O Marketing era o meu backup. Se não tivesse decidido, com todas as forças, que ia para Jornalismo a esta hora poderia estar em qualquer outro lugar, licenciada em Marketing.

Quando eu dizia que queria seguir Jornalismo perguntavam-me por que não tinha optado por Línguas e Humanidades porque, diziam eles, ia ter melhor média, não ia ter a Matemática a arruinar-me, etc, etc. Posso garantir-vos hoje que não me arrependo nem um bocadinho de ter escolhido a área que escolhi. Tenho colegas que fizeram o Secundário em Ciências e Tecnologias, o que é ainda mais distante do Jornalismo.

Sabendo o que queria, faltava-me saber que local escolher. Fiz as minhas pesquisas todas. Cheguei a estar no 10.º ano a saber médias de cor. Queria Lisboa e comecei a informar-me por lá. Conheci a ESCS, vi o plano de estudos, falei com antigos alunos (obrigada, Raminhos!) e soube logo que era ali que queria estudar.

Já contei (aqui) que não foi fácil chegar à ESCS, mas valeu a pena. Em 5 semestres (como assim já só falta um?) tive os meus medos, as minhas dúvidas e os meus momentos de achar que o melhor era desistir. Mas como poderia eu desistir do curso que sabia ser aquele de que gostava realmente? Ao contrário de muita gente, não consegui escolher o meu curso com base nas estatísticas de emprego, nos conselhos dos pais, família e amigos, naquilo que parecia interessante. Escolhi o curso por ser aquilo de que gostava. E toda a gente devia fazer o mesmo.


7 Theories So Far

  1. Adorei o post e os links dos posts que partilhaste. Gostei muito de conhecer o teu percurso e de saber que nunca desististe. És uma verdadeira fonte de inspiração :).
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  2. dava um excelente post para a nova rubrica do meu blog! e ainda bem que estas a gostar!

    ResponderEliminar
  3. Hoje quando penso nisso também gostava de ter feito o secundário em profissional! Acho que nos prepara melhor, visto que tem estágio e apresentação final!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não me arrependo de ter feito num ensino "normal" mas acho que o profissional tem grandes vantagens e o estágio é uma delas.

      Eliminar
  4. Gostei muito desta publicação, e, graças a ela, também me apercebi de que já passaram quase 5 semestre no meu caso, igualmente. Como assim, cinco semestres? Parece que ainda ontem andávamos todos ansiosos por saber onde tínhamos entrado e afinal...
    Ainda bem que optaste por algo de que realmente gostas. Isso é o mais importante!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo! Parece que ainda ontem estávamos a partilhar a felicidade de termos entrado no curso e no local dos nossos sonhos!

      Eliminar