DON GIOVANNI OU O IMORIGERADO IMORTAL

Sobre a peça "Don Giovanni ou O Imorigerado Imortal"
As minhas idas ao teatro, até este fim-de-semana, resumiam-se àquelas peças relacionadas com as obras que líamos na escola. Devo ter ido umas três ou quatro vezes a um auditório na Guarda, com a escola. Tudo companhias de teatro pequenas mas boas. No entanto, há uma certa mística associada ao teatro. Por muito que teatro seja teatro, ver teatro em Lisboa, naquelas salas de que ouvimos falar mas não quais nunca entrámos, é outra coisa.

Foi por isso que, quando surgiu a oportunidade (obrigada, Homem Sem Blogue!) de ir ver uma peça e levar três pessoas comigo, fiquei tão entusiasmada. Primeiro, foi o primeiro passatempo que ganhei na vida. Depois, era uma peça que tinha como protagonista o Ângelo Rodrigues. E, por fim, poderia finalmente riscar da minha bucket list a ida ao teatro em Lisboa. E assim foi. No domingo, antes das seis da tarde, já estávamos à porta do Teatro da Trindade, prontos para ver Don Giovanni ou o Imorigerado Imortal.

O mote da peça é nem tudo é o que parece e posso garantir-vos que não poderia corresponder mais à realidade: aquele final tem tanto de engraçado como de surpreendente. Deu para rir e fiquei agradavelmente surpreendida com o vozeirão da Carolina Puntel. Além disso, durante toda a peça há música ao vivo, pelas cordas dos Alis Ubbo Ensemble. É só a coisa mais incrível de sempre!

Portanto, se ainda não viram a peça, têm até dia 25 para o fazer, no lindíssimo Teatro da Trindade. Vale a pena, vale muito a pena! 


Produção: Yellow Star Company
Encenação: Paulo Sousa Costa
Elenco: Ângelo Rodrigues, Liliana Santos, António Machado, Júlia Belard, Tiago Costa, Sérgio Moura Afonso, Carolina Puntel
Cenografia/Figurinos: Ana Paula Rocha



2 Theories So Far