TAG | CONHECENDO NOVOS BLOGS

tag "Conhecendo novos blogs"
Desde que comecei este blog que tenho estudado muito bem cada tag que vejo. Às vezes, gosto delas mas acho que não têm nada a ver com o blog e acabo por não as fazer. Noutras vezes, aproveito o tema das tags para publicações em que respondo, de forma indirecta, às perguntas da tag.

Quando a Sofia me nomeou para esta tag, achei que fazia todo sentido responder a estas perguntas. O meu blog está a caminhar para o quarto mês de existência e acho que esta é uma forma de dar a conhecer ainda melhor este pequeno bebé. Não vou nomear ninguém por isso estão à vontade para roubar as perguntas à descarada. Se responderem à tag, deixem o link nos comentários.

Qual o porquê do teu blog?
Eu tinha um blog antes. Mais de 400 mil visitas, 200 seguidores, leitores fiéis... mas um dia comecei a deixar de gostar de certas coisas no blog que tinha. Eram coisas pequenas por isso deixei-me estar. E assim fui continuando. Tentei dar novas vidas ao blog mas acabava por me cansar dele ao fim de umas semanas. Em Junho percebi que queria algo novo, algo feito de início e que me representasse realmente. Foi por isso que criei este blog. Queria aquela liberdade de escrever que sinto quando estou a escrever fora da blogosfera.

Qual a melhor revelação que o teu blog te fez?
O melhor de ter um blog é sempre aprender e conhecer novas pessoas e novos pontos de vista. Isso é garantido. No entanto, com este blog, acho que aprendi também a inovar e percebi que nunca importa para quantas pessoas escrevemos desde que escrevamos com todo o nosso coração.

O que fazes para trazer novos conteúdos para o blog?
Tenho um caderno dividido por temas com várias ideias para publicações. Depois também há muita inspiração do dia-a-dia, que é imprescindível. Ler outros blogs, passear pelo Pinterest ou mesmo ler uns quantos tweets ajuda sempre, também.

O que gostarias de alcançar com o teu blog?
Só quero escrever. A sério. Estou aberta a desafios e a parcerias, claro, mas o objectivo final do meu blog é escrever e partilhar aspectos que acho interessantes ou importantes.

O que te leva a seguir um blog/página?
O conteúdo, claro! Se um blog tiver bom conteúdo e for actualizado com frequência é um passo importante para eu seguir... depois há uma data de outros critérios, incluindo os erros ortográficos e gramaticais.

Gostas mais de escrever ou de ser lida?
A Sofia disse que tinha de haver um equilíbrio e eu concordo. Claro que adoro escrever mas, se quiser escrever sem ser lida, continuo a escrever no word ou nos meus cadernos. Acho que é preciso que alguém — nem que seja só uma pessoa — nos leia. Eu escrevo para essa pessoa. Todas as outras que vêem depois é um acréscimo muito bom.

Qual foi a maior surpresa (boa ou má) que a vida adulta te trouxe?
As responsabilidades são muito menos excitantes do que pareciam ser há uns cinco anos. Quando foram as eleições senti uma responsabilidade enorme, mas não só. Tenho responsabilidades com a minha conta bancária (que sofre muito e me faz sofrer ainda mais), com os estudos... é uma responsabilidade agridoce, na verdade. Sabe bem saber que me são confiadas tantas coisas mas, ao mesmo tempo, o medo de falhar e não cumprir com as minhas responsabilidades é ainda maior. 

Qual é a tua maior paixão na vida?
A Dama! Acima de tudo é mesmo ela.

Qual o hábito diário do qual não prescindes?
Abrir a agenda para ver o que tenho que fazer.

Se pudesses viajar no tempo, escolhias ir para o passado ou para o futuro? Porquê?
Passado. Só para poder dar um estalo ao meu eu do dia 31 de Outubro de 2013. Depois deixava esse eu seguir a vidinha em paz e chegar ao dia de hoje a continuar a desejar nunca ter dito o que acabou por dizer. 


6 Theories So Far