MIDNIGHT IN PARIS [2011]

Movie Review of Midnight in Paris.

Gil Pender é guionista em Hollywood e está a tentar escrever o primeiro romance mas acha que não está suficientemente bom. Então, quando está de férias em Paris com Inez, a noiva, e os pais dela, Gil e Inez encontram-se com Paul, a crush de Inez na faculdade. Uma noite, depois de saírem todos juntos, Gil recusa ir dançar com eles e prefere passear por Paris, a pé. Gil acaba por se perder e, quando chega a meia-noite, um carro antigo passa por ele e convida-o a entrar. Ele tenta recusar mas acaba por dar por si numa festa que pensa ser temática até que percebe que, na realidade, aquela festa se passa, de facto, nos anos 20 e ele está mesmo com Cole Porter, Scott e Zelda Fitzgerald e Hemingway, que promete mostrar o livro de Gil a Gertrude Stein.

Na noite seguinte, Gil tenta mostrar a Inez o maravilhoso mundo parisiense que descobriu mas acaba por não conseguir porque ela decidi ir embora antes da meia-noite. Nessa noite, Gil conhece Picasso e Adriana, a amante de Picasso. Gil e Adriana acabam por se apaixonar mas existe o problema de Gil viver no século XXI e Adriana estar nos anos 20. No entanto, as coisas complicam-se ainda mais quando ela e Gil saem uma noite e dão por si na Belle Époque e Adriana quer ficar pois considera os anos 20 aborrecidos.

Para mim, a melhor parte do filme é a banda sonora associada a imagens lindas de Paris. Achei também interessante o facto de ter ficado a pensar que não podemos viver no passado mas, por vezes, precisamos de visitar o passado para conseguirmos dar um passo maior no presente. Long story short, gosto do filme, já o vi três vezes e acho que é bonito e romântico como Paris sabe ser.

Original Title: Midnight in Paris
Portuguese Title: Meia-noite em Paris
Cast: Owen Wilson, Rachel McAdams, Kathy Bates
Director: Woody Alen
Year: 2011
IMDB note: 7,7/10


My note: 7/10


6 Theories So Far

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários de ódio puro.