2 ANOS DE 'TEREMOS SEMPRE LONDRES'

2 anos de Teremos Sempre Londres
O Teremos Sempre Londres foi o meu primeiro livro. Mesmo que tenha cometido alguns erros na forma como o escrevi, amo-o tanto que não consigo descrever! O título veio daquela frase do Casablanca: teremos sempre Paris. Bem, neste caso, teremos sempre Londres. Ainda hoje algumas pessoas me perguntam como é que escrevi a história, como é que consegui imaginar aquilo... não tenho respostas geniais. Tive a ideia e escrevi.

Há dois anos estava muito nervosa. Tive alguns problemas com a editora e a caixa com os livros chegou apenas na noite antes da apresentação. Estava nervosa porque não sabia falar em público, não sabia parecer porreira, não sabia lidar com tudo. Ter um livro publicado era o meu sonho e tornou-se real.

Há dois anos eu não era a pessoa que sou hoje e estou tão agradecida por não ser essa pessoa. Nesse dia, precisei de um abraço para me acalmar e tive-o. Da única pessoa que o podia dar. Falei tão depressa, autografei livros, fui feliz. Nada se compara ao sentimento de ter um livro nosso, só nosso.

Há dois anos estava a preparar-me para a minha primeira apresentação de um livro de sempre. Foi um dia bom. Um dos últimos dias que tive com os meus amigos do secundário. Olhando para trás, sei que tudo o que aconteceu depois desse dia já estava a acontecer. Eu é que não via.

Teremos Sempre Londres foi o início de algo. Algo que eu não sei ainda o que foi. Começou tudo naquele dia. E foi há dois anos.


Mais logo, falar-vos-ei daquilo que aprendi nestes dois anos.
Se quiserem ver fotografias desse dia é só vir aqui.


6 Theories So Far

  1. Já só te falta ter um filho e plantar uma árvore :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na verdade, plantei uma árvore há uns anos... só é mesmo o filho :)

      Eliminar
  2. Sem dúvida um momento inesquecível. É o teu bebé =P

    ResponderEliminar

A resposta aos comentários é dada na própria caixa de comentários.

Não serão aprovados comentários de carácter ofensivo (para mim, para quem possa estar mencionado no texto ou para os meus seguidores e comentadores) e/ou que atentem contra a liberdade humana. Assim como não serão aprovados comentários de ódio puro.